Point de apaixonados por cavalos, Jockey Bar & Café oferece receitas clássicas

Point de apaixonados por cavalos, Jockey Bar & Café oferece receitas clássicas

Petiscos, pratos e sobremesas são as apostas dos consultores André Laborne e Cleber Guimarães Jr. para conferir as corridas de cavalo

por Aline Gonçalves 03/02/2017 08:30

Jair Amaral/EM/D. A. Press
Ricardo Guimarães diz que bar transmite corridas do Rio de Janeiro, São Paulo e dos EUA. (foto: Jair Amaral/EM/D. A. Press )

Pode soar como nostalgia ou coisa de gente abastada, mas apostar em corridas de cavalo se tornou passatempo acessível em BH desde que o Jockey Bar & Café foi inaugurado, há alguns meses. Com apenas R$ 2 é possível optar pelo placê, modalidade em que se escolhe o animal que chegará em primeiro ou segundo lugar. Depois, é só ficar de olho nos 15 monitores de TV – e torcer. O áudio original dos páreos é atração à parte: o locutor se esforça para ''cantar'' os nomes de Felícissimo, Doctor House e Un Pingo, cavalos que se enfrentam na pista.

''Transmitimos direto (dos hipódromos) da Gávea (Rio de Janeiro) e de Cidade Jardim (São Paulo), às vezes do Paraná e também de Nova York e do Chile'', explica o empresário Ricardo Guimarães, sócio da casa ao lado de Danilo Michelini. As corridas são realizadas de sexta a segunda-feira à noite. Em geral, há 10 páreos por dia.

Os sócios não tinham experiência na área de bar, mas pesquisaram o mercado para propor o modelo à administração do Jockey Club de Minas Gerais. Como não conta com um hipódromo desde o fechamento do Serra Verde, que deu lugar à Cidade Administrativa, a entidade buscava criar uma sede social para seus integrantes.

''O bar é uma forma de fomentar o Jockey, mas está aberto ao público. Visitei outras sedes no Brasil e posso dizer que a nossa tem um estilo único, mais aconchegante'', diz Ricardo Guimarães.

Com capacidade para 80 pessoas, a casa traz elementos do universo do turfe em objetos de decoração e até nos uniformes dos funcionários. Os garçons, aliás, são treinados para apresentar as possibilidades de aposta e entregam aos clientes folhetos com detalhes dos competidores.

Nos fundos do bar ficam a casa de apostas e os especialistas que ensinam sobre elas. Dependendo do valor conquistado, vencedores podem o receber o dinheiro na hora. É aí que está a maior diversão dos frequentadores.

NOVIDADES

Petiscos, pratos e sobremesas fazem parte do menu elaborado pelos consultores André Laborne e Cleber Guimarães Jr. Recentemente, o cardápio recebeu 11 novos pratos e três sobremesas idealizados pelo chef Eroildon Silva Pereira, o Bozó.

Entre as opções de prato estão o salmão com risoto de limão-siciliano e ervas finas (R$ 38) e o bife ancho com batata gratinada, cebola baby caramelizada e molho de vinho Malbec (R$ 38). Quem preferir tira-gostos pode pedir crostinis de cogumelos (R$ 12), linguicinhas com melaço flambadas na cachaça (R$ 15) e croquetes de bacalhau (R$ 18).

''Como o Jockey remete ao clássico, trouxemos principalmente pratos tradicionais'', explica Ricardo Guimarães. No almoço, há opções mais em conta, cujos preços não passam de R$ 28. Destacam-se o salmão com arroz sete grãos (R$ 27) e a tilápia acompanhada por arroz com amêndoas e legumes salteados na manteiga (R$ 27).

 

JOCKEY BAR & CAFÉ
Rua dos Inconfidentes, 871, Savassi, (31) 3227-8099. Seg., das 11h30 às 15h e das 17h à 0h; ter. e qua., das 11h30 às 15h; qui., das 11h30 às 15h e das 17h à 0h; sex., das 11h30 às 15h e das 16h à 0h; sáb., das 13h às 22h; dom., das 13h às 20h.
 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA