Restaurante Omilía busca proximidade com os clientes

Combinando várias influências e produtos locais, chef Gabriel Trillo mescla técnicas da culinária mineira e da cozinha tradicional

por Márcia Maria Cruz 30/12/2016 09:51

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
Gabriel Trillo aposta na mistura da culinária mineira e tradicional. (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)

O chef Gabriel Trillo resolveu combinar duas coisas que os mineiros sabem fazer de melhor: cozinhar e prosear. Há um mês e meio, inaugurou o restaurante Omilía, no Vila da Serra, em Nova Lima. A palavra grega significa conversar. Numa mescla de técnicas da culinária mineira e da cozinha internacional, ele oferece alta gastronomia, mas sem formalidades. Com capacidade para 40 pessoas, o ambiente é intimista. De qualquer ponto da casa o cliente pode acompanhar o processo de preparo na cozinha aberta, que fica no salão.

''O chef cozinha próximo ao cliente. Não tem barreiras, ele pode entrar e acompanhar, caso queira'', diz Trillo. Eclético, o cardápio traz frutos do mar, massas, risotos e carnes. O chef mescla técnicas para criar o que chama de ''cozinha mineira de vanguarda''. Gabriel valoriza o pequeno produtor, trazendo para sua cozinha cogumelos cultivados em Nova Lima, jabuticaba de Sabará, laticínios de Riachinho, defumados artesanais de Ponte Nova e queijo canastra também daquela microrregião. Faz parte do conceito a ideia de receber bem os clientes. ''É algo bem mineiro'', destaca.

Em dezembro, a aposta foi a opção festiva: camarão grelhado, arroz vermelho com lentilha e pera caramelizada (R$ 85). O restaurante, que funciona hoje das 17h às 23h, abrirá amanhã para almoço, com mesa posta para dar adeus a 2016. ''Além de à la carte, teremos um banquete para quem quiser degustar'', afirma Gabriel.

Outro prato de destaque é a tilápia empanada na farinha de pão de queijo e risoto à escolha do cliente (R$ 49). Também faz sucesso a entrada de carpaccio de carne de sol (R$ 25), feito de maneira artesanal pelo chef. E, como na cozinha mineira não pode faltar doce de leite, a sobremesa são cones recheados com espuma dessa guloseima (R$ 21).

O restaurante é o primeiro do chef Gabriel, que tem experiência de 11 anos à frente de bares, cafés e casas da capital mineira. ''Decidi montar meu restaurante com tudo o que aprendi ao longo dessa trajetória. Percebia que o chef ficava muito afastado. Era alguém que o cliente não via, que virava uma estrela. Sentia aquela necessidade do cliente de conversar com o chef'', conta, sobre a motivação para criar o conceito do Omilía.

Gabriel trabalha com carta de cervejas especiais, além de vinhos, com preços que variam de R$ 50 a R$ 100. ''A comida de casa não é cara. Se tenho o cliente como visita, não vou deixá-lo mais pobre. Quero que encontre boa comida, bom vinho e pague relativamente pouco'', diz.

Os pratos têm preços que variam de R$ 50 a R$ 100. Durante a semana, o restaurante começa a funcionar às 17h. Aos sábados e domingos, abre para almoço a partir das 12h. Em janeiro, Gabriel inicia o serviço de entrega em domicílio.

OMILÍA
Rua da Mata, 45, Vila da Serra, Nova Lima, (31) 3643-1773. Aberto hoje, das 17h às 23h, e amanhã, das 12h às 18h. Funciona de terça a sexta-feira, das 17h às 23h; sábado, das 9h às 23h; e domingo, das 9h às 18h.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA