Aprenda a fazer um delicioso bolo de caneca

Guloseima existe desde o antigo Egito e agrada aos mais exigentes paladares

por Estado de Minas 14/05/2016 11:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Elise Machado/Divulgação
(foto: Elise Machado/Divulgação)


Lanche, casamento, aniversário, piquenique... Tem bolo em todo lugar! E em mil e uma versões, como o bolo-pudim, bolo gelado, naked cake e até, como a Elise Machado fotografou, bolo de caneca. Mas já parou para pensar de onde saíram as primeiras receitas da guloseima?

Acredita-se que a preparação de bolos exista desde o antigo Egito, na forma de pães doces com frutas, tâmaras e passas. Gregos e romanos aperfeiçoaram a receita. Nero, imperador de Roma, adorava um bolinho. Mas pães e bolos eram quase o mesmo alimento. O bolo só ganhou nome durante o Renascimento, quando associaram o formato do alimento à lua. Os romanos conheciam a técnica da fermentação e, por esse motivo, desenvolveram várias receitas, inclusive com a adição de frutas secas e até mesmo queijo.

A Itália é considerada a precursora na arte de bolos decorados. Quando Catarina de Médici se casou com o rei da França, Henrique II levou como dote confeiteiros, e seu bolo de casamento foi o primeiro a ser confeccionado em andares. No reinado da Rainha Vitória I do Reino Unido houve muitas festas com bolos de até 200 quilos, com dois metros de altura. E as tradicionais velas usadas em bolos de aniversário são originárias da Grécia Antiga, das festas de Ártemis, deusa da caça e da vida selvagem, no dia 6 de cada mês do calendário egípcio.

No Brasil, o primeiro bolo chegou na tarde de 24 de abril de 1500, dois dias depois de o almirante Pedro Álvares Cabral ter desembarcado em Porto Seguro. Ele recebeu uma dupla tupiniquim para uma refeição a bordo da nau, onde foi servido peixe cozido, pão e um doce: fartes, como é chamado ainda hoje em Portugal. Esse bolo, com recheio de amêndoa ou creme e de receita requintada, passou para a história como o primeiro doce saboreado por brasileiros. De acordo com o folclorista Luís da Câmara Cascudo, no livro História da alimentação no Brasil, o fato foi narrado por Pero Vaz de Caminha e os índios “gostaram pouco”, pois o sabor não era agradável e jogavam fora tudo o que levavam à boca.

Comer um bolinho aqui e ali não faz mal, mas assim como qualquer excesso, pode ser prejudicial para a saúde. Ainda que algumas receitas façam do bolo uma das coisas mais gostosas que existem, comer muito pode fazer mal, principalmente por levar muito açúcar na sua preparação.

Bolo de Caneca - Micro-ondas


Ingredientes:
» 1 ovo
» 2 colheres (sopa) de achocolatado em pó
» 3 colheres (sopa) rasas de açúcar
» 4 colheres (sopa) rasas de farinha de trigo
» 1 colher (sopa) de óleo
» 1 colher (café) rasa de fermento em pó
» 4 colheres (sopa) de leite

Modo de fazer:
» Coloque todos os ingredientes dentro de uma caneca de aproximadamente 300ml ou mais.
» Mexa até obter uma massa homogênea e leve ao micro-ondas por três minutos

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA