O que será do mundo pop sem GoT, Vingadores e The Big Bang Theory?

Com a conclusão de Vingadores, Game of thrones e The Big Bang Theory, o cenário pop terá um buraco para preencher. Veja quais são as apostas!

por Adriana Izel 12/05/2019 20:06
Marvel/Divulgação
Homem-Aranha: Longe de casa será o primeiro filme da Marvel a ser impactado pelos acontecimentos de Vingadores: Ultimato (foto: Marvel/Divulgação)
Com o fim de Game of thrones no próximo domingo, de The Big Bang Theory na quinta-feira e de uma das fases da Marvel com o lançamento do filme Vingadores: Ultimato, em 25 de abril, uma das perguntas que logo vem à tona é: quais filmes e séries ocuparão o espaço deixado por essas produções que arrebataram fãs de cultura pop nos últimos anos?
 
Os próprios estúdios e emissoras já começaram a pensar nisso programando lançamentos nos próximos meses e até anos. O objetivo é manter os fãs fiéis, além de expandir o universo. Ao mesmo tempo, concorrentes aproveitam o momento para colocar novas apostas no jogo de olho nesse público aficionado por gêneros que envolvem fantasia, universo de heróis e cultura geek e nerd.
 
Desde que a Marvel anunciou o quarto filme dos Vingadores, Ultimato, ficou claro que a produção seria uma conclusão de um arco iniciado em 2012 com Os Vingadores, filme dirigido por Joss Whedon e que reuniu pela primeira vez Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), Capitão América (Chris Evans), Thor (Chris Hemsworth), Hulk (Mark Ruffalo), Viúva Negra (Scarlett Johansson) e Gavião Arqueiro (Jeremy Renner).
 
Com os desdobramentos do longa-metragem, que continua em cartaz nos cinemas da cidade, essa máxima se confirma. Só que a Marvel não vai abrir mão desse nicho, que lhe proporcionou bilheterias recordes: mais de US$ 2 bilhões com Vingadores: Ultimato, a segunda maior arrecadação do mundo, atrás apenas de Avatar (por enquanto); e ainda mais quatro filmes na lista das 10 maiores bilheterias do mundo (Vingadores: Guerra infinita, Os Vingadores, Vingadores: Era de Ultron e Pantera Negra). Então, o estúdio, em parceria com a Disney, divulgou a agenda dos próximos anos.
 
Projeção para o universo
 
A primeira aposta é ainda neste ano com Homem-Aranha: Longe de casa, que estreia em 4 de julho no Brasil, com Tom Holland de volta ao papel de Peter Parker. Esse será o primeiro filme do MCU (Universo Cinematográfico da Marvel) que abordará os acontecimentos de Vingadores: Ultimato. Os impactos do quarto filme dos heróis também terão desdobramentos em séries que farão parte do Disney+, serviço de streaming da Disney que será lançado em 12 de novembro nos Estados Unidos e ainda não há previsão de lançamento no Brasil.
 
As séries Loki, Wandavision e The Falcon and The Winter Soldier foram confirmadas nas plataformas. As três produções se inspiram no universo cinematográfico, inclusive, mantendo os atores que viveram os personagens no cinema. Em Loki, Tom Hiddleston retorna a viver o vilão e irmão de Thor. O mesmo vale para Wandavision, série sobre a Feiticeira Escalarte e Visão, que terá a presença dos atores Elizabeth Olsen e Paul Bettany; e The Falcon and the winter soldier, essa sobre outra dupla Falcão e Soldado Invernal, com os atores Anthony Mackie e Sebastian Stan, respectivamente. A expectativa é de que as produções possam ser lançadas ainda neste ano no serviço.
 
De 2020 a 2022, a Marvel lançará oito filmes do universo de super-heróis. Sendo dois no próximo ano, previstos para 1º de maio e 6 de novembro; três em 2010, com lançamento em 12 de fevereiro, 5 de maio e 5 de novembro; e mais três em 2022, que estrearão em 18 de fevereiro, 6 de maio e 29 de julho. O estúdio ainda não divulgou o nome dos longas. Ainda no universo dos heróis, a Disney tem outra aposta. Em 3 de abril de 2020, o estúdio deve estrear Os novos mutantes, filme que era para ter chegado aos cinemas e que aborda um novo universo dos mutantes conhecidos pela franquia X-Men.
 
A concorrente DC também tem suas previsões para bater de frente com a Marvel. Depois da estreia elogiada de Shazam! em 4 de abril, o estúdio lança ainda neste ano Coringa, um filme de origem do vilão e que tem Joaquin Phoenix na pele do personagem, em 3 de outubro. Para 2020, estão previstos os lançamentos de Aves de rapina, em 7 de fevereiro, que reunirá personagens como Arlequina (Margot Robbie) e Canário Negro (Jurnee Smollett-Bell); e Mulher-Maravilha 1984, em 4 de junho, o segundo protagonizado por Gal Gadot. Em 2021, o estúdio aposta em The Batman, nova versão de filme do Morcego, em 25 de junho; e Esquadrão Suicida 2, em 6 de agosto.
 
Apostas da televisão
 
Dois hits da tevê também deixarão um espaço na programação e no coração dos fãs. São eles, a fantasia épica Game of thrones, inspirada na saga de George R.R. Martin, e a comédia The Big Bang Theory, que conferiu um novo patamar ao conceito nerd e geek no mundo. No primeiro caso, a própria HBO tem suas soluções. A emissora tem confirmado um spin-off, intitulado A longa noite, e que tem o elenco encabeçado por Naomi Watts. Além de três outros roteiros para séries derivadas do universo de As crônicas de gelo e fogo que ainda estão em processo de produção e faltam ser oficialmente aprovadas.
 
Essa é a solução da HBO para os fãs de Game of thrones. Mas, para tentar manter um público que possa ser similar, a emissora lançará, ainda neste ano, uma série do universo de heróis. É Watchmen, adaptação da história em quadrinhos homônima, que apresenta uma realidade alternativa, em que os super-heróis são tratados como foras da lei em plena Guerra Fria. O seriado é comandado por Damon Lindelof e tem no elenco nomes como Regina King, Jeremy Irons, Don Johnson, Nelson Tim Blake, Louis Gossett Jr.
 
De olho no espectador que gosta de fantasia e de adaptações literárias, algo no perfil de Game of thrones, a Amazon Prime Vídeo revelou que fará uma versão televisiva para O senhor do anéis, saga de livros de J.R.R. Tolkien, que ganhou adaptação para os cinemas em 2001 em uma trilogia, composta por A sociedade do anel, As duas torres e O retorno do rei. A produção está prevista para estrear entre 2020 e 2021 e tem roteiro e produção de John D. Payne e Patrick McKay.
 
O caso de The Big Bang Theory é um pouco mais delicado. O perfil da série é muito específico e algo parecido já foi tentado fazer e não obteve a mesma repercussão. Em 2014, sete anos após o lançamento de TBBT, a HBO lançou Silicon Valley com essa intenção. No entanto, não conquistou a mesma leva de fãs. Quem pode se dar bem com o fim de The Big Bang Theory é a série derivada Young Sheldon, que mostra a infância de Sheldon, papel de Jim Parsons na original e Iain Armitage no spin-off. No ar desde 2007, a comédia está atualmente em sua segunda temporada.
 
Fique de olho!
 
Homem-Aranha: Longe de casa (filme)—  Marvel: 4 de julho de 2019
 
Coringa (filme) — DC: 3 de outubro de 2019
 
Loki, Wandavision e The Falcon and The Winter Soldier (séries) — Disney : Entre 2019 e 2020
 
Aves de rapina (filme) — DC: 7 de fevereiro de 2020
 
Os novos mutantes (filme) — Disney: 3 de abril de 2020
 
Mulher-Maravilha 1984 (filme) — DC: 4 de junho de 2020
 
O senhor do anéis (série) — Amazon Prime Vídeo: Entre 2020 e 2021
 
The Batman (filme) — DC: 25 de junho de 2021
 
Esquadrão Suicida 2 (filme) — DC: 6 de agosto de 2021

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE SERIES-E-TV