Braquimetatarsia: já ouviu falar?

Distribuição anormal da carga do corpo nos pés pode acarretar aparecimento de calosidades, dor e até feridas

wikimedia commons
Braquimetatarsia é mais comum em mulheres e aparece como um dedinho do pé mais curto (foto: wikimedia commons)


A braquimetatarsia é uma alteração congênita (presente desde o nascimento) caracterizada pelo encurtamento de um dos metatarsos (osso da parte mais à frente do ). Clinicamente, ela aparece como um dedinho do pé mais curto. Mas e ai? A repercussão disso é só estética?

A braquimetatarsia afeta mais comumente o quarto metatarso e pode gerar ao longo da vida alteração na distribuição de carga nos pés. Em um pé normal o quarto metatarso suporta um sexto do peso do corpo. Nessa condição, devido ao menor tamanho do osso, ele passa a suportar menos carga, transferindo esse peso para os metatarsos adjacentes. Essa distribuição anormal da carga pode acarretar ao longo dos anos o aparecimento de calosidades, a presença de dor e até o aparecimento de feridas.

Mais comum em mulheres, essa condição também pode estar relacionada a algumas síndromes, como a Síndrome de Down, Síndrome de Turner ou Síndrome de Alpert, mas na maioria dos casos ela ocorre de forma isolada.

O tratamento inicial envolve o entendimento da doença, a adaptação de calçados, o uso de palmilhas e de medicamentos. Caso os sintomas se tornem muito intensos ou que o prejuízo estético seja importante para o indivíduo, o tratamento cirúrgico pode ser indicado.

A cirurgia para o tratamento da Braquimetatarsia consiste no alongamento do osso que está curto. Esse alongamento pode ser feito de 02 formas: agudamente, com auxílio de enxerto ósseo; ou com auxílio de um fixador externo. Na primeira forma, o osso é alongado tomando-se cuidado para o alongamento não ser demasiado e comprometer as estruturas neurovasculares ao redor (vasos e nervos) e acarretar prejuízo a perfusão do dedo (quantidade de sangue que chega ao mesmo). Na segunda forma, o dedo é alongado dia após dia com a distração do fixador externo devidamente posicionado. A escolha entre as duas técnicas depende de quanto alongamento deve ser feito. Alongamento muito grande demandam o uso de fixador externo, enquanto alongamento menores podem ser realizados de maneira aguda.

Na dúvida, procure seu Ortopedista de confiança.

Cuidem dos seus pés, são eles que te levam cada vez mais longe!
Erro ao renderizar o portlet: 0000 - Main - Vitrine

Erro: