Entenda a diferença das intervenções estéticas mais procuradas nos consultórios de dermatologistas

por Revista do CB 15/12/2016 10:00
	Bruno Peres/CB/D.A Press
A drenagem linfática é uma técnica de massagem que elimina o excesso de líquidos e reduz medidas (foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)
Sabe-se que as intervenções mais procuradas nesta época do ano são as corporais com foco em redução de gordura localizada, celulite e flacidez. Quem não teve tempo para cuidados graduais não precisa se desesperar. “Antes das festas de fim de ano, toxina botulínica e preenchimentos faciais têm apelo, já que dão um resultado imediato, corrigindo imperfeições como rugas e perda de volume. Também são muito buscados procedimentos de estímulo de colágeno facial, que não restringem a exposição solar”, afirma a dermatologista Aline Vieira.

Cada um sabe onde o sapato aperta, por isso não existe uma fórmula única. “Hoje em dia, há solução para quase tudo! Só não tem solução quando a pessoa não consegue criar o hábito de se cuidar ou em situações especiais, como em sequelas de traumas graves em algumas doenças crônicas, que contraindicam alguns procedimentos”, esclarece a especialista.

A fisioterapeuta Fernanda Mendes de Moura Tavares, 34 anos, é adepta das intervenções. “O mais importante para mim, ao escolher um procedimento, é a expectativa da sua efetividade. Já fiz (e faço) drenagem linfática, ultrassom, mesoterapia e carboxiterapia. Não tem como dizer qual foi mais satisfatório, pois proporcionam efeitos diferentes”, avalia.

Helena Peres, biomédica esteta que acompanhou Fernanda em todos os procedimentos, aponta: “Não existe milagre — o procedimento é um acabamento final sutil. As intervenções devem ser pensadas como parte de um processo de cuidados que envolvem hábitos alimentares e exercícios físicos”.

“Queria me sentir bem comigo mesma. Já tive dois filhos e tinha vontade de fazer alguns ‘reparos’, apesar de gostar muito do meu corpo. Não queria milagres. Fiz a carboxiterapia — aplicação de injeções de gás sob a pele para eliminar marcas de celulite, estrias, gordura localizada e também para reduzir a flacidez da pele — como um elemento que complementaria minha rotina de exercícios físicos”, enfatiza a consultora de viagens Wrsula Karenn de Maciel, 35 anos.

No momento de procurar uma clínica dermatológica, é necessário obedecer a alguns critérios. “O maior cuidado é saber com quem você está realizando esse procedimento, principalmente, aqueles mais invasivos e agressivos. Procurar saber se o dermatologista é da Sociedade Brasileira de Dermatologia; se tem título de especialista por ela; se é um médico que está sempre atualizado. Infelizmente, o barato, muitas vezes, sai caro, pois a pessoa pode ter efeitos colaterais indesejados ou até mesmo irreversíveis”, alerta a dermatologista Vanessa Metz.

Divulgação
A dermatologista Denise Luna Barcelos cuida da pele de famosas como Mariana Ximenes, Leandra Leal e Camila Morgado (foto: Divulgação )
A pele das estrelas
A lista de clientes da dermatologista Denise Luna Barcelos é uma constelação de estrelas da televisão. Artistas do mais alto escalão procuram a médica para tratar e renovar a cútis. Mariana Ximenes, Leandra Leal e Camila Morgado são alguns nomes que frequentam o consultório da especialista.

Com mais de 20 anos de profissão, Denise cunhou o conceito de dermatologia integrativa como sua marca pessoal. “É ver o paciente como um todo, integrando saúde física, mental, espiritual e alimentação. É equilíbrio entre todos os sistemas, uma busca por todos os fatores que podem interferir na pele e no bem-estar geral!”, explica a carioca.

No livro Um olhar sobre a beleza, a dermatologista concentra dicas que parecem simples, mas que prometem prolongar a juventude da pele. “É tudo uma questão de hábito”, garante. Denise pontua que o excesso de oleosidade e a degeneração causada pelos raios solares são os principais problemas enfrentados pela pele das brasileiras. Mas afirma que não precisa desespero: “Hoje, temos tratamento para quase tudo, porém, com respostas que podem variar de paciente para paciente. Os procedimentos mais procurados variam com a idade, mas, de um modo geral, são para manchas, rugas e flacidez”.

Tratamentos

Pacífico / CB / D.A Press
Clique na imagem para ampliá-la e saiba mais (foto: Pacífico / CB / D.A Press)


Criolipólise
É um procedimento de congelamento da gordura indicado para eliminar gordura localizada. O resultado não é imediato — demora até 60 dias para aparecer. Para potencializar o efeito, pode ser associado a outras tecnologias.

Carboxiterapia
Também é um tratamento muito recomendado para o verão. Já está no mercado há algum tempo e se trata de gás carbônico que é injetado na gordura localizada, o que ativa o metabolismo na área tratada.

Drenagem linfática manual
É uma técnica de massagem que elimina o excesso de líquidos, atuando na redução de medidas e no combate à celulite em diferentes partes do corpo.

Massagem modeladora

O tratamento mobiliza a área a ser tratada com movimentos bruscos para reduzir medidas. São necessárias em torno de 8 a 10 sessões para que os resultados sejam plenos. Uma redução das medidas é percebida mais ou menos na metade do tratamento.

Método 5S
Como o nome sugere, o tratamento consiste em cinco técnicas que trabalham a reprogramação hipotalâmica em três etapas: perda de peso, manutenção e reeducação alimentar. O tratamento conta com nutracêuticos, tratamentos estéticos e acompanhamento de nutricionista.

Radiofrequência
O procedimento é indicado principalmente para flacidez. Ele faz uma retração de colágeno e elastino, o que diminui as celulites. Normalmente, são necessárias 15 sessões.

ENTREVISTA

A médica dermatologista Luanna Portela explica que existem muitas opções para obter uma pele mais jovem. Uma das mais indicadas pelos especialistas é o Ácido poli-l-láctico, também conhecido como sculptra. Perguntamos a ela quais são as indicações e as contraindicações do uso dessa tão falada substância.


O sculptra se destina a quais casos?

Pode ser indicado para pessoas que precisam restaurar o contorno e o volume perdidos na face com o envelhecimento, sobretudo nas maçãs do rosto. É excelente para tratar flacidez corporal no abdômen, no braços, nos glúteos e nas coxas.

Quais as limitações do tratamento?

O uso do sculptra não é adequado para regiões do rosto, como lábios e pálpebras. Nesses casos, é preferível usar ácido hialurônico. Mesmo sendo composto por um polímero biodegradável seguro, que garante o índice pequeno de efeitos colaterais, o ácido poli-l-lático não deve ser administrado em gestantes e em pacientes que apresentam certos tipos de doenças. Por isso, deve-se sempre buscar a opinião de um dermatologista habilitado.

O sculptra é aplicado em consultório dermatológico? Há necessidade de anestesia?

Sim. Usa-se uma pequena quantidade de anestesia e a aplicação do produto é feita na derme com uma agulha delicada ou por meio de pequenas cânulas. São indicadas três sessões para uma resposta satisfatória, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas. Geralmente, após dois ou quatro meses, o paciente percebe o resultado de uma face mais jovem. Mas, cada caso deve ser avaliado em suas particularidades.

O tratamento é reconhecido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia?
Sim, a substância é aprovada pelo FDA, órgão de fiscalização dos Estados Unidos, e liberada para uso estético pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Oriento todo paciente a procurar um dermatologista especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia para tal procedimento. Basta checar no site www.sbd.org.br.

 

VÍDEOS RECOMENDADOS