Maria Gadú e Orquestra Opus se apresentam em BH

Show integra a programação do projeto Orquestra Opus Convida, que já tocou com importantes nomes da MPB

por Augusto Pio 19/07/2019 17:41

Diego Marcel/Divulgação
Maria Gadú é a atração do projeto Orquestra Opus Convida (foto: Diego Marcel/Divulgação)
A cantora, violonista e compositora paulista Maria Gadú é a próxima convidada da Orquestra Opus, para se apresentar no palco do Sesc Palladium, na Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro, nesta sexta-feira (19), às 21h. O repertório do show traz os maiores sucessos da artista, como Shimbalaiê, Bela Flor, Tudo Diferente, Quando fui chuva, Altar Particular e Linda Rosa, entre outros clássicos. O concerto está dentro do projeto “Orquestra Opus Convida”, que recebe sempre um importante nome da MPB. A Opus é regida pelo diretor musical e fundador, maestro Leonardo Cunha.

 

Para ele, a artista é um dos nomes que vem abrilhantar o histórico de sucesso da Orquestra Opus. “A imponente voz de Gadú, somada à experiência dos músicos da orquestra, é a garantia de uma apresentação ímpar e de experiência musical”, acredita o maestro. Cunha adianta que o repertório do show será feito em cima dos maiores sucessos da cantora. Não podemos deixar de tocar os clássicos que ela canta e os arranjos são todos meus”, orgulha-se. Ele esclarece que será uma apresentação única.

 

Cunha revela que, no dia 27, às 21h, no Cine Theatro Brasil Vallourec, o convidado será Dado Villa-Lobos, guitarrista do Legião Urbana. “Posso garantir que este show também será muito bonito e encerra o projeto “Orquestrando Brasil” de julho. Porém, não apresentaremos apenas as canções do Legião, pois a orquestra também se apresentará sozinha, ou seja, sem a participação de Dado, durante o show. Interpretaremos outros clássicos nacionais e internacionais”, revela.

 

Já, no dia 28, a Opus traz como convidada a cantora carioca Sandra de Sá, só que, desta vez, a apresentação será na cidade de Itabira, encerrando o Festival de Inverno daquela cidade. “Mas o projeto já está providenciando outros nomes que serão revelados assim que a agenda for acertada. É preciso ver a disposição dos artistas que estamos cogitando, como está a agenda deles, aquelas coisas de praxe”, explica Leonardo.

 

Ele esclarece que as orquestras de câmara são, por conceito, compostas por um número reduzido de músicos e instrumentos que as orquestras sinfônicas e filarmônicas. “Elas foram criadas, tradicionalmente, para apresentações em locais menores e públicos reduzidos, mas não menos exemplar”. Leonardo explica que a Opus vem desde 2006 apresentando o projeto “Orquestrando Brasil”, já tendo realizado apresentações em mais de 100 cidades brasileiras. Ele conta que, em 2007, o projeto resultou na gravação de um CD, cujo repertório foi escolhido a partir das músicas de maior identificação do público nas apresentações da orquestra.

 

Leonardo explica que entre os artistas convidados, já se apresentaram com a Opus, Guilherme Arantes, Fafá de Belém, Milton Nascimento, Flávio Venturini, Daniela Mercury, Ana Carolina, Nando Reis, Sandra de Sá, Derico Sciotti (Saxofonista do Programa do Jô), Ulla Benz (violino/Alemanha), Jasmin Gottstein (flauta/Alemanha), Márcio Carneiro (Violoncelo/Suíça), Knut Andreas (maestro/Alemanha) e Jitka Hosprová (viola/República Tcheca).

 

Ele lembra que foi a partir do lançamento do CD Orquestrando Brasil, que a Opus foi convidada a se apresentar fora do país, alcançando projeção internacional. Leonardo conta que, 2011, ela realizou quatro concertos no Peru e também na Europa, em 2012, com quatro concertos na Alemanha e França. Ainda em 2011, a orquestra registrou peças de compositores britânicos em seu segundo CD. Neste, gravou obras tradicionais do repertório camerístico, escrito para orquestra de cordas, pelos compositores E. Elgar, G. Holst e B. Britten.

 

MARIA GADÚ E ORQUESTRA OPUS

 

Nesta sexta-feira, 21h, no Sesc Palladium, Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro, (31) 3270-8100. Ingressos: plateia I, entre R$ 48 e R$ 120, plateia II, entre R$36 e R$ 90 e plateia III, entre R$28 e R$ 70. Meia-entrada válida para maiores de 60 anos e para estudantes devidamente identificados. Válida até 40% dos ingressos vendáveis do teatro (conforme decreto no 8.537, de 05 de outubro de 2015). Vendas:https://bit.ly/2I8M0l3 e na bilheteria do teatro. 

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MUSICA