BH recebe neste domingo tributo ao Rei do Pop

Rodrigo Teaser conta como superou a sensação de explorar a morte do cantor, ocorrida em 2009, e decidiu seguir com o cover, tendo ajuda de fãs e do ex-coreógrafo do ídolo

por Walter Felix 19/08/2018 08:00
Denis Ono/Divulgação
(foto: Denis Ono/Divulgação)


No palco, é o Rodrigo fazendo a arte do Michael Jackson. Não tento fingir que sou ele. Isso é o que me trouxe o respeito dos fãs e das pessoas que trabalhavam com o cantor -
Rodrigo Teaser, cover de Michael Jackson


Madonna, a Rainha do Pop, completou 60 anos de idade na última quinta-feira (16). Michael Jackson, o Rei do Pop, se tornaria sexagenário no próximo dia 29. Mas este é o nono ano em que seus fãs, espalhados pelo globo, prestam homenagens no mês de agosto a um ídolo dolorosamente ausente.

Belo Horizonte recebe neste domingo (19), o Tributo ao rei do pop feito pelo paulista Rodrigo Teaser. No palco, ele passeia pela carreira de Michael Jackson desde o grupo The Jackson 5 à canção lançada postumamente (em 2014) Love never felt so good, parceria com Justin Timberlake. Fã de MJ desde a infância, Teaser fez sua primeira apresentação como cover aos 9 anos, em programas de TV. “Minha mãe conta que, já aos 5 anos, eu queria imitá-lo dentro de casa. Como era muito tímido, ela viu naquela imitação uma forma de me desinibir e me comunicar mais. Comecei a participar de concursos e nunca mais parei”, conta Teaser.

O paulista se aprimorou na brincadeira de imitar o ídolo que acabou conquistando fama internacional como cover de Michael. O coreógrafo LaVelle Smith Jr., parceiro do astro em diversos clipes, ajudou Teaser a aperfeiçoar seu show. “LaVelle veio me dirigir, refez todo o conteúdo da apresentação, reorganizamos músicas no set list e passamos um pente-fino nas coreografias. Reestreamos o show com o aval dele.” No ano que vem, Teaser fará turnê pela Europa, com participação de LaVelle e músicos que trabalharam com o rei do pop.

A série de apresentações marcará os 10 anos da morte de Michael Jackson. Naquele 2009, quando a procura por apresentações cover aumentou, logo após a notícia de que uma intoxicação por remédios havia matado Michael, que preparava seu retorno aos palcos com um novo show, Teaser se sentiu tão mal que cogitou desistir do trabalho. “Já fazia shows com bailarinos, não com essa estrutura atual, e me sentia muito mal, como se estivesse me aproveitando de algo que deixou a mim e a milhões de pessoas tão tristes. Levou um tempo, mas,  com a ajuda dos próprios fãs do Michael, fui entender que sou só uma peça nessa engrenagem tão maior que é o legado dele. Estou passando agora, depois de mim será outro. Existe um lugar no coração dos fãs para o que faço e sou muito grato por isso.”

FIDEDIGNO
Teaser não altera arranjos, coreografias e tenta manter seu timbre o mais próximo possível ao do ídolo. Tal fidelidade à performance original requer longas pesquisas e muita dedicação aos detalhes – como o homenageado, um notório perfeccionista, gostaria que fosse. “Cada música traz um cuidado que o próprio Michael gostava de ter, buscando apresentar os números como reproduções ao vivo dos videoclipes”, diz Teaser. Ao longo do show, ele troca de roupa 11 vezes.

Hoje prestigiado, o cover se lembra dos tempos em que encontrava resistência ao seu trabalho, como a recusa de grandes casas de shows em recebê-lo. “É inegável que, ainda hoje, existe um preconceito em torno do cover. Depois de muitos anos, entendi que esse receio vem de uma galera que faz esse trabalho, mas não busca a informação correta.”

Sua maior preocupação é manter-se na esfera do tributo, sem debandar para a caricatura. “Embora esteja maquiado, caracterizado e fazendo coreografias na intenção de parecer o Michael, faço tudo isso com muita verdade. No palco, é o Rodrigo fazendo a arte do Michael Jackson. Não tento fingir que sou ele. Isso é o que me trouxe o respeito dos fãs e das pessoas que trabalhavam com o cantor”, afirma.

Figurino, maquiagem e boa performance no palco escondem que Rodrigo Teaser não se parece fisicamente com o homenageado. “Sem maquiagem, dizem que pareço o Bruno Mars”, brinca. Mesmo na ânsia por se aproximar da imagem de Michael, ele nunca cogitou intervenções cirúrgicas para esse fim. “Não seria saudável mexer no meu rosto para ficar igual a ele, ou andar na rua com o rosto de outra pessoa”, diz.

A iniciativa invisibilizaria, ainda, seu trabalho como cantor e compositor. “Sempre compus, produzi e arranjei, mas deixava tudo engavetado. Há três anos, disponibilizei uma música na rede e, para minha surpresa, a galera que comparecia aos shows começou a pedir. Essa boa resposta acabou me incentivando a dar atenção a esse trabalho, que eu não apresentava por insegurança e por não saber como fazer uma transição”, conta.

Mesmo em seu trabalho autoral há claras referências à obra de Michael Jackson, que, na opinião de Teaser, ditou as regras de tudo que é feito na música pop e no R&B. Ainda neste mês, Teaser deve lançar nas plataformas digitais seu primeiro EP. Novos projetos reúnem parcerias com o grupo de compositores Os Catiorros,  autores de sucessos de Iza, Pabllo Vittar e Fernanda Abreu, e com o produtor Humberto Tavares, que já trabalhou com Anitta e Nego do Borel.

Curiosamente, quem comparece ao Tributo ao rei do pop costuma gritar o nome de Rodrigo Teaser, não o de Michael Jackson. “Em nenhum momento as pessoas que vão ao show verão o Michael, tampouco penso que posso entregar a elas o mesmo que o Michael entregava. Dou o sangue para apresentar o meu melhor e, de alguma forma, o público enxerga a minha verdade. Uma das coisas que aprendi com ele é que, independentemente de ser um tributo, o artista que está no palco deve se conectar à plateia”, afirma.

TRIBUTO AO REI DO POP

Show de Rodrigo Teaser. Domingo (19), às 18h. KM de Vantagens Hall. Av. Nossa Senhora do Carmo, 230, Savassi. Pista: a partir de R$ 90 (inteira) e R$ 45 (meia). Mesas 1: R$ 130 (inteira), R$ 65 (meia) e R$ 520 (quatro lugares). Mesas 2: R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia) e R$ 480 (quatro lugares). Vendas pelo site ticketsforfun.com.br.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MUSICA