Max Viana lança seu mais novo trabalho, o disco ''Outro sol''

Álbum é o quarto na carreira do cantor e compositor

por Márcia Maria Cruz 12/06/2018 09:00

O cantor, compositor e guitarrista Max Viana apresenta seu mais recente trabalho, o álbum Outro sol, que foi lançado, simultaneamente, no Brasil e no Japão pela Universal Music. “Do meu último trabalho para esse lançamento fiz outras coisas, compus, produzi para outros artistas.

Marcos Hermes/Divulgação
O cantor e compositor Max Viana lança Outro sol, seu quarto álbum que sai no Brasil e no Japão (foto: Marcos Hermes/Divulgação)

Agora, estou fazendo um trabalho na Globo. Calhou que era trabalho para sair ano passado, mas resolvemos lançar no Japão. Por isso, atrasou um pouco”, afirma. O álbum está em todas as plataformas digitais, mas a turnê de shows ainda não foi fechada e não há previsão para que o cantor venha a Belo Horizonte.

A proximidade com o Japão teve início em 2015, quando Max foi gravar um trabalho lá. Na época, Max conheceu o produtor Renato Iwai, brasileiro residente no Japão. Foi convidado para fazer alguns shows que cativaram os japoneses. “O público japonês gosta muito da música brasileira, dos jovens aos mais idosos. Da MPB mais tradicional a fusões com música dançante.” A distância linguística entre o português e o japonês não é obstáculo para os fãs na Terra do Sol Nascente. “A música ultrapassa essa barreira”, garante.

Esse é o quarto álbum de Max, que não lançava trabalho desde Um quadro de nós dois (2011) – esse álbum foi antecedido por No calçadão (2003) e Com mais cor (2007). No trabalho, Max mostra a versatilidade como artista, passeando por diferentes ritmos, do funk ao samba, passando pela black music com toques de jazz. “Sou bem eclético. Sempre ouvi de tudo. Como músico, gosto de explorar. É uma coisa natural. Desde o primeiro disco, aposto em fusões e junções”, afirma. Para ele, fechar-se em caixinhas de estilos é um risco. “É uma temeridade restringir o ambiente musical. As pessoas podem achar uma loucura. Mas a variedade é uma riqueza. Foi assim que me criei musicalmente, ouvindo tudo”, diz.

O álbum traz 10 faixas, sendo cinco composições de Max, quatro em coautoria com parceiros e Samurai, de composição do seu pai, o cantor e compositor Djavan. O tema do relacionamento perpassa diversas canções, como Linha de frente, Só olhar e Nossa cara. “A temática aparece no meu processo de compor, seja biográfico ou não; o amor concretizado ou não. Temática que gosto e trago para o disco.” As composições são intimistas, mas o que não atrapalha em nada o fato de serem bem dançantes.

A canção Tem nada não é parceria com Dudu Falcão, que compôs os versos: “Deixa o tempo desenhar qualquer futuro que eu vou ficar aqui perto”. “A parceria vem desde o meu primeiro disco. Encontramos para compor, assim como amigos se encontram para beber, pescar, fazer uma atividade frequente”, afirma. Outra parceiro é Cassiano nas músicas Em mais ninguém e Tem fé. “Fecha os braços que eu protejo nós dois”, diz a letra. Da parceria com Pretinho da Serrinha e Leandro Fab nasce o samba O amor não acabou.

OUTRO SOL
• Max Viana
• Universal Music
• 10 faixas
• Preço sugerido: R$ 24,90
• Disponível nas plataformas digitais de música

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MUSICA