Durante show, Daniela Mercury protesta: 'Precisamos de um LGBT para presidente'

Casada há quatro anos com a jornalista Malu Verçosa, a cantora baiana fez a declaração durante o Milkshake Festival, que ocorreu no fim de semana, em São Paulo

por Estado de Minas 04/06/2018 10:12
Instagram/Reprodução
Daniela Mercury durante apresentação no Milkshake Festival, em São Paulo. Ao fundo, uma foto em que a cantora aparece beijando sua esposa, a jornalista Malu Verçosa. (foto: Instagram/Reprodução)
Uma das principais atrações do Milkshake Festival, evento voltado para o público LGBTQ+, que aconteceu neste fim de semana, em São Paulo, a cantora Daniela Mercury fez uma apresentação marcada pelo tom político. Em determinado momento, a baiana afirmou que o Brasil precisa de um presidente LGBT. 

''Precisamos de representantes no legislativo. Eu, por exemplo, acho que a gente tem que ter alguém LGBT para presidente. Eu adoraria. Se não, a gente tem que ter bancadas importantes, com mais gente lutando pelos direitos humanos e por todos os direitos da maioria da população brasileira'', disparou ela. 

Casada há quatro anos com a jornalista Malu Verçosa, Daniela também afirmou que a homofobia, ou seja, a averssão a homossexuais e congêneres, deve se tornar crime. ''A gente precisa criminalizar a homofobia, que é algo que ainda não conseguimos de fomar clara na lei brasileira, e a gente precisa tirar a transexualidade da lista de doenças'', declarou. 

A cantora também se mostrou indignada com os altos índices de violência contra a comunidade LGBT no Brasil. ''É inaceitável pro nosso país. Inclusive um contrassenso para um país afetivo, que tem tanta gente diferente. É triste, preocupante e cabe a nós vigiar cotidianamente para que isso não continue a acontecer''. 

ORGULHO LGBT O evento fez parte da Semana do Orgulho Gay, que chegou ao fim com a 22ª edição da Parada do Orgulho LGBT. Além de Daniela Mercury, o evento contou com shows de Pabllo Vittar, Gretchen, Preta Gil e do grupo Turma do Balão Mágico

Além dos protestos contra o preconceito, a noite também ficou marcada pela polêmica no show de Wanessa Camargo, cuja apresentação não ocorreu conforme o esperado, após ser cortada sem aviso. 

De acordo com vídeos que circulam nas redes sociais, a artista estava cantando quando teve seu microfone cortado, luzes apagadas e os instrumentos retirados do palco por seguranças. Wanessa, então, se sentou na beira do palco e depois se deitou, como forma de protesto.

Com o fim inesperado do show, Wanessa não teve a oportunidade de cantar Mulher gato, seu novo single. Por isso, Preta Gil, que se apresentou em seguida, chamou a cantora e amiga para o palco para cantarem a música juntas.

De acordo com o G1, o festival justificou que o show foi interrompido porque era o horário que ele deveria acabar, mas que a cantora se atrasou 40 minutos - ela deveria ter entrado no palco às 19h, mas entrou às 19h40. Já a assessoria de Wanessa explicou que o atraso foi causado por um pedido da organização do festival para que a cantora atendesse a imprensa antes do show.
 
(Com informações da Agência Estado).  

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MUSICA