Elton John anuncia sua última turnê mundial

Excursão vai até 2021. Depois disso, astro diz que vai se dedicar à família, mas não pretende parar de compor e gravar

por AFP 24/01/2018 16:57
TIMOTHY A. CLARY / AFP
(foto: TIMOTHY A. CLARY / AFP)
A lenda britânica do pop Elton John anunciou nesta quarta-feira (24) sua última turnê mundial, que começará em setembro e durará três anos. Depois da excursão, o cantor pretende parar de viajar para se dedicar à família.

"As prioridades da minha vida mudaram", disse em Nova York o pianista e cantor de 70 anos, que enche estádios no mundo todo há quase meio século, referindo-se ao seu marido e seus dois filhos pequenos.

A estrela pop britânica, um dos artistas mais vendidos do mundo, havia convocado uma coletiva de imprensa em Nova York nesta quarta-feira para fazer um anúncio sobre seus próximos passos, dizendo aos fãs: "Eu finalmente decidi onde está o meu futuro".

O anúncio chegou após uma série de tuítes enigmáticos, como: "Uma ruga no tempo. O passado se encontra com o presente". 

Um vídeo com uma sensação clara de despedida foi postado em suas redes sociais, com cenas de sua vida ao som de um de seus maiores hits, "Your Song".

O vídeo começa com cortes de jornais de sua estreia nos EUA em 1970, no clube Troubadour de West Hollywood, onde o pianista pouco conhecido eletrificou a audiência e se aproximou do caminho acelerado para o estrelato, e termina com o artista olhando divertidamente através de um dispositivo de realidade virtual. 

John "continua sendo uma força criativa, movendo-se mais rápido do que a velocidade da cultura", disse o vídeo. 

"Elton está embarcando na próxima fase de sua jornada criativa. E será tão surpreendente e poderoso quanto as suas primeiras performances há quase 50 anos. Descubra o que está por vir".

Décadas no topo 
John gerou décadas de sucessos, como "I'm Still Standing," "Rocket Man," "Don't Let the Sun Go Down on Me" e "Can You Feel the Love Tonight."

Seu estilo reuniu o piano de rhythm & blues da velha guarda do início do rock and roll com influências gospel, bem como uma base sólida na música clássica. 

John continua sendo um dos artistas mais bem sucedidos do mundo tanto na música gravada como na música ao vivo. 

O último show em Las Vegas da lenda do pop - "The Million Dollar Piano", está programado para terminar em 19 de maio no Caesar's Palace. O espetáculo, que estreou em 2011 e terminará após 207 shows, veio após suas 243 apresentações do "The Red Piano", de 2004 a 2009. 

Embora aparentasse estar em boa saúde, no ano passado ele cancelou shows na América do Sul após contrair uma infecção bacteriana. 

John falou muitas vezes sobre seu desejo de passar mais tempo com a família, seus dois filhos e seu marido, o cineasta canadense e ex-executivo publicitário David Furnish. 

John, que declarou ser bissexual em 1976, na década de 1980 tornou-se uma das celebridades gays mais visíveis, chamando a atenção para a luta pela igualdade LGBT. 

O artista também ganhou uma fortuna como compositor de musicais, incluindo os sucessos "O Rei Leão" e "Billy Elliot" e a próxima adaptação de "O Diabo Veste Prada". 

A revista Forbes o classificou, no ano passado, como a 26ª celebridade mais bem paga, tendo ganho US$ 60 milhões no ano anterior. 

Depois de lutar no passado contra o vício e a depressão, o último álbum de estúdio de John, "Wonderful Crazy Night", carregava uma sensação palpável de alegria. No ano passado, ele lançou uma grande coletânea de sucessos denominada "Diamonds".

MAIS SOBRE MUSICA