BH abriga festivais que procuram debater a produção musical e fomentar trocas de experiências

Eventos como Breve e Música Mundo também vão promover shows de Graveola e Djalma Não Entende de Política

por Mariana Peixoto 06/09/2017 08:30

Daniel Iglesias/Divulgação
Djalma Não Entende de Política se apresenta nesta quinta-feira, 07, no CentoeQuatro. (foto: Daniel Iglesias/Divulgação )

Música independente e de gêneros diversos. Dois eventos que têm início nesta semana em Belo Horizonte celebram a produção autoral. Distintos e, por isso mesmo, complementares, o Música Mundo e o Breve Festival se encontram na intenção de dar visibilidade a artistas e bandas mineiras.

Em sua terceira edição, o Música Mundo (MM) – que será promovido entre esta quarta-feira, 06, e sábado, 09, no CentoeQuatro – é uma feira do mercado musical. Abrange rodada de negócios, debates, workshops e shows. Mas o foco é a circulação. ''Não só dos artistas, mas também de produtos, como discos e fonogramas, e outros serviços, como design gráfico para shows'', afirma Gabriel Murilo, um dos organizadores do evento.

Trabalhando sob o eixo Música e Tecnologia, o MM vai reunir profissionais de 13 países. Entre os convidados estão representantes de festivais da Hungria, Polônia e Rússia – ''Mercados difíceis de serem acessados pela falta de contatos'', comenta Murilo –, bem como de 15 eventos realizados no Brasil.

''Faremos também o primeiro encontro de produtores de games com artistas da música, para tentar fomentar a produção de trilhas sonoras'', diz o organizador. Durante o encontro, haverá inclusive um projeto para a construção de um jogo nos dias de realização do MM.

Gabriel Murilo espera que a feira atinja um público de 6 mil pessoas. Para quem estiver a fim de ver só os shows, o MM está com uma programação bem diversificada para as quatro próximas noites.

Serão apresentações curtas, os chamados showcases. Alguns dos artistas são bastante conhecidos no cenário local, como Graveola, Djalma Não Entende de Política e Dibigode. Há também nomes internacionais do meio independente, como as colombianas Orito Cantora y Jenn del Tambó e os chilenos La Terrible e Ensamble Transatlántico de Folk Chileno (confira a programação abaixo).

SEMIBREVE Já o estreante Breve Festival reúne shows e debates. O evento, na verdade, tem dois braços. O chamado Semibreve vai, até o dia 22, promover em BH apresentações em parklets, bares e espaços culturais, todas com entrada franca. Serve como uma abertura para um evento de grande porte, no dia 23, no Mirante Beagá.

Os artistas do Semibreve passaram por seleção. A programação, que se estende nas próximas semanas, reúne, entre outros, o cavaquinista Warley Henrique, o violonista Thiago Delegado e a banda Pequeno Céu. ''Fizemos uma chamada nas redes sociais do Breve e ficamos impressionados com o número de inscrições (150). Daí montamos uma curadoria para fazer a seleção'', diz Eduardo Brandão, da Box Entretenimento.

Já a programação do Breve Festival reúne um time respeitável da produção musical brasileira, de Carol Konka e Emicida, passando por Novos Baianos, BaianaSystem, Marcelo Jeneci e Tulipa Ruiz e os mineiríssimos do Iconili, MOONS, Young Lights e Alta Fidelidade. O Graveola, atração do Música Mundo, também toca no Breve. Os shows serão realizados em dois palcos, durante 12 horas (das 14h às 2h).


NEM SÓ DE PALCO VIVE A MÚSICA Música, inovação e tecnologia são os focos do Labsônica, projeto que a Oi Futuro lançou nesta semana, no Rio de Janeiro. Misto de espaço físico e programa de incentivo à pesquisa, o Labsônica vai funcionar em um andar de um prédio administrativo da empresa de telefonia, no Flamengo, Zona Sul do Rio de Janeiro, ao lado de seu centro cultural.

O espaço, que será inaugurado em dezembro, vai reunir estúdios de gravação (para som e imagem), salas para workshops e ensaio, auditório, biblioteca e estações de trabalho. Um edital de ocupação, destinado a gravadoras e selos independentes, já está no ar para consulta pública (www.oifuturo.org.br).

FRONTEIRA ''A premissa do Labsônica é não ter fronteira. Estamos alargando o espectro da música. Estamos falando também de interseção com artes sonoras, instalações e a possibilidade de profissionais trabalharem em trilha sonora para games e aplicativos sonoros'', explica Roberto Guimarães, curador do Oi Futuro.

Além deste primeiro edital, estão previstos outros. Um deles será destinado à produção de games para o Museu das Telecomunicações. Também está prevista a criação de bolsas de pesquisa, para incentivar criadores de outras regiões do país. ''O mais importante é que toda a criação ocorra dentro do Labsônica'', completa Guimarães.

De acordo com o curador, o programa foi criado porque o Oi Futuro, até então, vinha fomentando projetos ligados ao palco, ao evento. Em BH, ele patrocina o Palco Hip-Hop, o Savassi Festival e o Festival de Arte Digital. Este último será realizado entre fevereiro e abril de 2018, no Rio e na capital mineira.

''Através de pesquisas e conversas com criadores e artistas, vimos que estava faltando no Brasil, e principalmente no Rio, um programa que fomentasse não só o palco, o evento, mas a criação e a pesquisa musical'', diz ele. Quando o Labsônica for inaugurado, no fim de 2017, o resultado do primeiro edital já terá saído, para que o espaço comece a ser ocupado imediatamente.

MÚSICA MUNDO

De quarta-feira, 06, a domingo, 10, no CentoeQuatro, Praça Rui Barbosa, Centro.Ingressos para os shows: R$ 10 (por noite) ou R$ 20 (três noites). Mais informações: www.musicamundo.com.br.

 

Confira a programação das quatro noites do festival


Quarta-feira, 06

 

20h30.......... Leandro César

21h30........... Bala da Palavra

Quinta-feira, 07

19h30........... Monte Pascoal
20h30.......... Natasha Llerena
21h30........... Duo B.A.V.I.
22h30 .......... Graveola
23h30.......... Marco Lobo Quinteto
0h30............ La terrible

Sexta-feira, 08

19h30........... Kriol
20h30.......... Esdras Nogueira
21h30........... A Quebrada
22h30..........  Djalma Não Entende de Política 

23h30.......... Dibigode

0h30............ Ensamble Transatlántico de Folk Chileno

Sábado, 09

18h............... Dolores 602
19h............... Gian Correia
20h.............. Khrystal
21h............... Rickshaw
22h.............. Família de Rua 

23h.............. Orito Cantora y Jenn del Tambó
0h................ Muntchako
0h30............ DJs May e Pat Manoese


SEMIBREVE FESTIVAL

Até 22 de setembro, em vários locais. Entrada franca. No dia 23, no Mirante Beagá, haverá o Breve Festival, com shows de Novos Baianos, BaianaSystem, Karol Conka, Projota, Emicida, Tulipa Ruiz e Marcelo Jeneci, Iconili e Young Lights, entre outros. Ingressos a partir de R$ 100. Mais informações: (31) 3889-2003. Programação completa: www.brevefestival.com.

Quarta-feira, 06

20h.............. GuiDub no parklet da Benfeitoria, Rua Sapucaí, 153, Floresta. Warley Henrique no Deck Bar, Rua Paraíba, 845, Funcionários

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MUSICA