Joias de Maria Antonieta, rainha da França, vão a leilão

Peças são da coleção da família Bourbon-Parma e serão vendidos em Genebra. Algumas delas foram avaliadas em até R$ 7,6 milhões

por AFP 14/11/2018 08:40

 

Drew Angerer/AFP
(foto: Drew Angerer/AFP)
 

Dez joias fabulosas de Maria Antonieta, entre elas um anel que contém uma mecha de cabelo da rainha, serão leiloadas hoje em Genebra pela Sotheby’s. As joias passaram mais de dois séculos escondidas do público e procedem de uma coleção da família Bourbon-Parma.


As joias deram a volta ao mundo nas últimas semanas e foram apresentadas em exposições públicas, que permitiram aos amantes da alta joalheria admirarem pela primeira vez estes objetos históricos. A estrela da venda deve ser um brinco de diamantes com uma pérola natural em forma de pera (26mm x 18mm), estimado entre US$ 1 milhão e US$ 2 milhões (aproximadamente, R$ 3,81 milhões e R$ 7,6 milhões).


Nos principais lotes da coleção, há também brincos ornados de pérolas, entre US$ 200 mil e US$ 300 mil (aproximadamente, R$ 762 mil e R$ 1,14 milhão) e um colar de pérolas, cujo preço vai até US$ 70 mil (cerca de R$ 267 mil).
É a venda do século 21”, declarou Andres White Correal, diretor de joias da Sotheby’s, durante sua apresentação em Londres. É impossível que “alguma coisa seja melhor” do que o que pertenceu a Maria Antonieta. “E também porque não restam muitas de suas joias”, acrescenta.


Na venda será também leiloado um anel de diamantes que contém uma mecha de cabelos da rainha, avaliado em entre US$ 8 mil e US$ 10 mil (de R$ 30,4 mil a R$ 38,1 mil). Maria Antonieta apreciava também a alta relojoaria, como demonstra um relógio de bolso cuja caixa carrega as iniciais MA e três flores-de-lis, avaliado em entre US$ 1 mil e US$ 2 mil (aproximadamente, R$ 3,81 mil e R$ 7,6 mil).


Antes de tentar fugir da França com Luís XVI e seus filhos, Maria Antonieta enviou suas joias a Bruxelas, que depois foram entregues a familiares na Áustria, sua pátria de origem. 

 

Pintura de Magritte vendida por US$ 26,8 mi - Uma pintura de Rene Magritte foi vendida por US$ 26,8 milhões (cerca de R$ 102 milhões) em um leilão da Sotheby’s, na segunda-feira, em Nova York, estabelecendo recorde para uma obra do surrealista belga. O trabalho intitulado Le principe du plaisir superou o preço obtido pelo La corde sensible, que foi vendido em fevereiro de 2017 em Londres por US$ 17,9 milhões (cerca de R$ 68,1 milhões). A Sotheby’s avaliou o quadro entre US$ 15 milhões e US$ 20 milhões. Explicou que sete colecionadores – um número excepcionalmente alto – deram um lance por ele. Outras pinturas que foram oferecidas no leilão também excederam o valor estimado. Improvisation on Mahogany, do artista de origem russa Wassily Kandinsky, obteve US$ 24,2 milhões (aproximadamente R$ 92,2 milhões). Por outro lado, a obra Pre-War Pageant, de Marsden Hartley, considerada uma das primeiras totalmente abstratas na história da arte americana, que deveria ser das principais atrações do leilão e tinha um preço estimado de US$ 30 milhões (cerca de R$ 114,3 milhões), não conseguiu atrair um comprador. (AFP)

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MEXERICO