Celebridades protestam contra a decisão que libera 'cura gay': 'Burrice'

Por meio das redes sociais, Anitta, Pabllo Vittar, Paulo Gustavo e Daniela Mercury criticaram decisão da 14ª Vara do Distrito Federal

por Estado de Minas 19/09/2017 08:38
Facebook/Reprodução
Em junho deste ano Anitta participou da 21ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. (foto: Facebook/Reprodução)
A cantora Anitta gravou um vídeo contra a decisão do juiz federal da 14ª Vara do Distrito Federal Waldemar Cláudio de Carvalho que abre brecha para que psicólogos ofereçam a terapia de reversão sexual, conhecida como ''cura gay'', tratamento proibido pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) desde 1999.
 
A decisão atende a pedido da psicóloga Rozangela Alves Justino em processo aberto contra o colegiado, que aplicou uma censura à profissional por oferecer a terapia aos seus pacientes.

''Hoje é um dia muito triste pra toda a população brasileira. Eu acabo de saber que foi considerado doença ser gay, ser bissexual, ser homossexual. Eu 'tô' devastada por dentro e quero mandar toda a minha solidariedade pro meu público, que me faz chegar até aqui, pros meus amigos e mandar toda a minha força. Não sei como a gente consegue ajudar, mas eu tô aqui rezando para que os nossos representantes deem atenção pro que realmente é importante, que é consertar a nossa miséria, a nossa corrupção, a nossa falta de educação, de instrução, até mesmo para ninguém mais cometer uma burrice como essa'', diz a cantora, em vídeo publicado na noite desta segunda-feira, 18. 

O post foi publicado com uma legenda bilíngue, em inglês e português: ''O Brasil se devastando e as autoridades preocupadas com quem queremos nos relacionar. Isso precisa acabar. Deus, cure a doença da cabeça do ser humano que não enxerga os verdadeiros problemas de uma nação. Pais, não obriguem seus filhos a procurarem cura pra uma doença que não existe, baseados neste fato político. Essa busca interminável sim pode deixa-los realmente doentes''.

''A fim de interpretar a citada regra em conformidade com a Constituição, a melhor hermenêutica a ser conferida àquela resolução deve ser aquela no sentido de não provar o psicólogo de estudar ou atender àqueles que, voluntariamente, venham em busca de orientação acerca de sua sexualidade, sem qualquer forma de censura'', anotou o magistrado.
 
Para o CFP, a decisão liminar, proferida na última sexta-feira, 15, abre a perigosa possibilidade de uso de terapias de reversão sexual. Segundo a entidade, ''a ação foi movida por um grupo de psicólogos defensores dessa prática, que representa uma violação dos direitos humanos e não tem qualquer embasamento científico''.

Segundo o CFP, na audiência de justificativa prévia para análise do pedido de liminar, a entidade se posicionou contrária à ação, ''apresentando evidências jurídicas, científicas e técnicas que refutavam o pedido liminar''. Os representantes do CFP destacaram que a homossexualidade não é considerada patologia, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) - entendimento reconhecido internacionalmente. Também alertaram que as terapias de reversão sexual não têm resolutividade, ''como apontam estudos feitos pelas comunidades científicas nacional e internacional, além de provocarem sequelas e agravos ao sofrimento psíquico''. O CFP informa que o processo está em sua fase inicial e afirma que vai recorrer da decisão liminar.
 

'DOENTES' Outras celebridades também utilizaram suas redes sociais para protestar contra a decisão. A cantora Pabllo Vittar, destaque do primeiro final de semana do Rock in Rio, foi sucinta: ''Não somos doentes'', escreveu ela na legenda de uma foto em que aparece com a bandeira LGBT.
 
Daniela Mercury, por sua vez, postou uma foto em que aparece sorridente ao lado de sua esposa, Malu Verçosa. ''Dá para perceber de 'cara' que estamos doentes. Doentes de amor, doentes de respeito mútuo, doentes por nossa família. Somos doentes de felicidade! Nos respeitem!'', escreveu. 

O humorista Paulo Gustavo, que também é homossexual e casado com o dermatologista Thales Bretas, publicou um vídeo em que faz uma piada irônica sobre a 'cura gay'. ''Eu tô tomando tudo quanto é remédio para melhorar da homossexualidade, mas não 'tô' conseguindo. Eu tô viado há muito tempo. Difícil sair da crise'', diz.
 
Outra personalidade que 'brincou' com a situação foi a jornalista Fernanda Gentil, que assumiu ser lésbica e atualmente namora a também jornalista Priscila Mantandon. ''Tentando me curar dessa doença, mas tá difícil...'', postou em seu Instagram. 

"É Brasilzão, a gente tentando ser forte, ser otimista, com inúmeras pendências que caberiam a uma administração decente resolver, e aí me resolvem dizer que homossexualidade é doença. Doentes são aqueles que acreditam nesse grande absurdo. Pessoas, pensem sobre o que é esse equívoco, absorvam a coragem e a luta dos homossexuais e apliquem às suas mofadas e inertes vidas. Tentem que vocês talvez possam ser felizes também'', potestou Ivete Sangalo. Durante sua apresentação no Rock in Rio na última sexta-feira, 15, a cantora baiana protestou a favor dos homossexuais e hasteou uma bandeira LGBT no palco. 
 
Já o ator Bruno Gagliasso classificou a decisão de 'imbecil'. ''Indo dormir com essa imbecilidade que acabei de ler. Senhor juiz, amor não é doenças e quem precisa de tratamento é o senhor. O próprio conselho de psicologia repudiou essa medida'', lembrou. 

 

// NÃO SOMOS DOENTES %uD83C%uDF08

Uma publicação compartilhada por Pabllo Vittar %uD83C%uDFF9%uD83D%uDC98%u2728 (@pabllovittar) em

Tentando me curar dessa doença, mas tá difícil..... Ô @paulogustavo31 , obteve sucesso aí??????? #algumadica?

Uma publicação compartilhada por Fernanda Gentil - Oficial (@gentilfernanda) em

Bom dia!

Uma publicação compartilhada por Sabrina Sato (@sabrinasato) em

 

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MEXERICO