Em entrevista, sertanejo Victor nega agressão à mulher

Cantor declarou que não quer expor a família e que vai lidar com a repercussão do caso em recolhimento

Reprodução/Instagram
Victor e Poliana (foto: Reprodução/Instagram)
Em entrevista concedida à equipe do Fantástico, no fim da tarde deste domingo, o cantor Victor negou que tivesse agredido a esposa, Poliana Bagatini Chaves. Acompanhado da filha do casal, da esposa e dos pais dela em um hangar particular no Aeroporto da Pampulha, em BH, o sertanejo demonstrou abatimento e declarou que não quer expor seus familiares.

Durante a entrevista, o cantor Víctor negou veemente a agressão, mas preferiu não se estender. "A única coisa que eu posso dizer é que minha família é um bem maior, minha postura sempre foi de preservar a minha família", disse. Questionado sobre a agressão, o cantor emendou: "Jamais agrediria alguém na minha vida, muito menos minha mulher grávida", afirmou. "Vou lidar com a situação em recolhimento com minha família", concluiu. 

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso, independentemente da nova versão dada por Poliana. A carta da mulher de Victor  foi publicada pelo irmão e par do cantor, Léo Chaves no Instagram. No texto, Léo disse que apoia o casal sem julgamentos.



Entenda o caso

Na sexta-feira, a esposa de Victor, Poliana, procurou a delegacia de mulheres, em BH, para prestar queixa contra o marido. Ela alegou ter sido jogada no chão e chutada por Victor, e contou ainda que foi impedida de deixar o apartamento do casal pelo segurança e pela irmã do cantor. Com a ajuda de um vizinha, ela conseguiu fugir e pediu socorro. Entretanto, na sexta, ela não fez exame de corpo de delito.

Já no sábado, a sogra de Poliana procurou a polícia e registrou boletim de ocorrência contando uma versão diferente dos fatos. Ela alegou que Poliana chegou em sua casa transtornada, e que elas discutiram. Quando Victor chegou ao local, a esposa teria se jogado no chão e se debatido. Em seguida, Poliana teria deixado o apartamento na companhia da sogra, ido para seu próprio apartamento e entrado na casa de uma vizinha juntamente com a filha do casal.

No mesmo dia, Poliana compareceu à delegacia e fez o exame de corpo de delito, mas os resultados não foram divulgados. Neste domingo, ela publicou uma carta de apoio ao marido, na qual negou que tivesse sido agredida e explicou estar bastante abalada. Ela esclareceu que houve uma discussão com a sogra e que por não ter tido apoio do marido e não ter parentes ou amigos em BH, viu na polícia um "lugar onde se sentiria amparada"

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO