Victor é afastado do The Voice Kids após denúncia de agressão à mulher grávida

Na edição deste domingo, o programa evitou mostrar imagens do cantor, que é jurado ao lado do irmão Léo

por Clarisse Souza 26/02/2017 13:33
Reprodução/Instagram
(foto: Reprodução/Instagram)

Investigado pela Polícia Civil após denúncia de que teria agredido a mulher grávida, o cantor Victor Chaves Zapalá Pimentel, da dupla sertaneja Victor & Leo, pediu para se afastar do programa "The Voice Kids".

O cantor, que aparece na edição do programa deste domingo, deve deixar a atração para se dedicar à defesa. Ele ainda deve ser visto durante o The Voice da próxima semana, que já havia sido gravado antes de o caso vir à tona.

O apresentador André Marques falou sobre o caso na abertura do programa. “Esta semana aconteceu um fato importante envolvendo um dos técnicos do nosso programa. Uma acusação bastante grave de violência doméstica envolvendo o Victor. A Globo repudia toda e qualquer forma de violência e acredita que essa acusação precisa ser apurada com rigor, garantindo o direito de defesa na busca da verdade. O Victor, inclusive, nos procurou informando que iria se afastar do programa para se dedicar totalmente a esse caso", disse André.

Apesar do comunicado de que a edição deste domingo manteria Victor, já que o programa estava gravado, o cantor apareceu apenas nas imagens abertas de estúdio e todas as suas falas foram cortadas. A Globo exibiu, ainda, as batalhas dos outros dois técnicos.

Entenda o caso


Poliana Bagatini, 29 anosestá grávida e registrou um boletim de ocorrência contra o marido em Belo Horizonte no início da tarde de sexta-feira. Ela afirmou na Delegacia de Mulheres que foi jogada no chão e chutada pelo marido. A violência teria ocorrido na residência do casal, no Bairro Luxemburgo, na Região Centro-Sul da capital mineira.

De acordo com o boletim de ocorrência, Poliana disse ter sido vítima de violência por motivos fúteis e que, após cessarem as agressões, ela foi impedida por um segurança e pela irmã do cantor de sair do local.

Ainda segundo o documento, uma vizinha ouviu os pedidos de socorro da mulher e chamou o elevador para Poliana conseguir sair do prédio. “No momento da confecção desta ocorrência, a vítima informa que estava recebendo ameaças por parte da irmã do autor por mensagens eletrônicas”, informa o boletim.

 

No sábado, Poliana voltou à delegaicia e foi encaminhada ao Instituto Médico Legal para fazer o exame de corpo delito. A polícia informou que testemunhas devem ser ouvidas nos próximos dias e que os envolvidos serão intimados para prestar depoimento.

Ainda segundo a Polícia Civil, “a mãe do suspeito, de 65 anos, também registrou uma ocorrência em unidade da PCMG, por volta das 17h de ontem (24), contra a nora. O caso está sendo apurado”. O motivo da queixa policial não foi informado pela corporação.

 

(Com informações de Cristiane Silva)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO