Nostalgia se torna tendência ainda mais forte na cultura pop, seja na música, cinema ou séries

Filmes, músicas e séries de TV de outras épocas mostram como a indústria cultural se alimenta de padrões consolidados. Em BH, festas revivem clima de antigamente

Warner Bros./Divulgação
'Jogador Nº 1' conta uma história que se passa no futuro, porém a época é marcada por ícones do passado. (foto: Warner Bros./Divulgação)

A cultura sempre foi um meio de transporte para a mente humana viajar no tempo e retornar ao passado, inclusive a épocas anteriores à própria existência. Não é de hoje que alguns preferem os clássicos do cinema aos lançamentos, ou têm nas faixas good times do rádio suas trilhas sonoras prediletas. Sem falar nos programas de TV dedicados a exibir novelas antigas. Nos últimos anos, mesmo com todas as possibilidades tecnológicas e recursos digitais disponíveis, a nostalgia se tornou tendência ainda mais forte na cultura popular, seja na música, cinema ou séries.

Último lançamento de Steven Spielberg, Jogador nº 1 estreou em março e é, no momento, a quarta maior bilheteria mundial no ano. Escrita por Zak Penn e Ernest Cline, a história se passa no futuro, em 2044. Porém, a trama de ação que envolve a disputa de um game que domina o modo de vida naquela época é totalmente pautada em ícones culturais do passado. Toda a trajetória do protagonista Wade Watts (Tye Sheridan) é arquitetada em enigmas e passagens envolvendo cenas ou personagens de filmes já existentes – O iluminado, O senhor dos anéis, King Kong, O boneco assassino –, além de títulos marcantes dos videogames, a exemplo de Street fighter. Aspectos que garantem o clímax para boa parte do público, muito mais que o próprio desenrolar do roteiro.

Se olharmos para os filmes de maior sucesso financeiro do ano anterior, notamos que Jogador nº 1 está inserido em um filão. As 10 maiores bilheterias mundiais de 2017 foram de refilmagens ou sequências. Mesmo entre as 20 mais, títulos originais, como Corra!, de Jordan Peele, e a animação Viva: a vida é uma festa, de Lee Unkrich, são exceções perto das novas versões de Jumanji, It: A coisa, A Bela e a Fera, ou das sequências exibidas pelas grandes franquias Star wars, DC Comics e Marvel, todas de faturamento milionário.

Uma delas, Guardiões da Galáxia, levou a narrativa lançada nos quadrinhos ainda na década de 1960 para as telonas no embalo da poderosa trilha sonora formada por hits dos anos 1970 e 1980, incluindo I want you back (Jackson Five), Cherry bomb (The Runways) e Ain’t no mountain high enough (Marvin Gaye e Tammi Terrell). Guardians of the Galaxy: Awesome mix vol. 1, disco do primeiro filme, estreou em primeiro lugar na lista Billboard 200, em 2014. A trilha da sequência, que chegou aos cinemas em 2017, é bem parecida.

BAILE Através da música, a nostalgia também está invadindo as festas. É com o slogan “Prepare-se para voltar no tempo” que o publicitário Gustavo Ferolla está organizando o evento Remember anos 70, que será realizado no próximo sábado (12) no Olympico Club. Ele conta que, quando criança e adolescente, era “de lei” se encontrar nos bailes que ocorriam no clube religiosamente nos fins de semana. “Eu ficava até doente se não conseguia ir ou se meus pais não deixavam. Era uma oportunidade de encontrar os amigos, se divertir”, recorda. Gustavo conta que a ideia da festa era convidar o cantor e compositor mineiro Tavito, que hoje mora em São Paulo, justamente para resgatar aquela atmosfera cantada por ele em Rua Ramalhete (No muro do Sacré-Coeur/ De uniforme e olhar de rapina/ Nossos bailes no clube da esquina/ Quanta saudade!).

“A gente não conseguiu trazê-lo, mas vamos ter uma atração que percorre o melhor da música dos anos 1960, 1970 e 1980, que é a banda Ritmos da Noite. A intenção é fazer também uma decoração e iluminação temáticas daquele período”, diz. Apesar de o motivo da festa ser reencontrar os amigos e conhecidos de antigamente, Gustavo assegura que Remember anos 70 é aberta ao público em geral. “Sei que o passado não volta, mas podemos fazê-lo voltar. Não estamos apenas vivendo o passado, mas vivendo as boas coisas dele”, salienta.

Há pelo menos quatro anos, o Minas Flash Dance reúne o melhor do repertório dos anos 1980 e 1990. A edição programada para 25 de maio no palco do Espaço Pacífico Mascarenhas (Salão do Minas 2), terá a participação de uma atração internacional, o grupo italiano Double You. A banda tem grande público no Brasil e fez muito sucesso na década de 1990 com clássicos como Please don’t go, parte da trilha sonora da novela Despedida de solteiro (1992), Looking at my girl, Run to me, She’s beautiful e Who’s fooling who. “A ideia dessa festa é proporcionar aquele clima retrô de discoteca, com aqueles flashbacks que marcaram a turma que hoje está na faixa dos 35, 40 anos. Mas isso não significa que o evento não esteja aberto a outras faixas etárias”, destaca Rodrigo Anjos, coordenador de eventos do Minas Tênis Clube.

Rodrigo explica que essa busca pelo passado tem a ver com a memória afetiva. “É um resgate de coisas bacanas que a pessoa viveu. A música sempre faz lembrar alguma coisa, ainda esse estilo mais dançante. O evento é um sucesso”, afirma, acrescentando que metade dos ingressos já foram vendidos.

Até mesmo nas séries, que viveram seu momento máximo nesta década com a Netflix, a preferência é pelo antigo. Ainda que a plataforma de streaming tenha um investimento anual na casa dos US$ 8 bilhões em produções originais, as séries mais assistidas pelo público são Grey’s anatomy, Shameless, Criminal minds e Supernatural, todas lançadas na TV há pelo menos seis anos. Entre os 10 títulos de maior audiência no serviço, só dois eram originais: Orange is the new black e Stranger things. Os dados são da empresa norte-americana de estatísticas 7Park Data.

Na TV brasileira, o cenário é parecido. Desde que entrou no ar, em maio de 2010, o canal Viva jamais decepcionou o Grupo Globo no quesito repercussão, faturamento e audiência, fechando 2017 como o terceiro canal de maior audiência da TV por assinatura. Foi a melhor marca do Viva até então. Isso, claro, se deve às reprises de programas e novelas antigos e de sucesso da Globo, já que o foco da emissora são minisséries, seriados, filmes dublados, pegadinhas, novelas e programas de variedades que estão no ar ou foram produzidos na emissora da família Marinho.

Entre as novidades de 2018 está a volta, em junho, de um dos maiores sucessos da teledramaturgia nacional, Vale tudo (a trama foi a primeira a ser exibida assim que o Viva estreou e está completando 30 anos) e A indomada (1997), em julho, estrelada por Adriana Esteves e José Mayer.

Remember Anos 70
Festa com as atrações Banda Ritmos da Noite, DJ Felipe Villela e DJ Tulio Ferolla. Dia 12 (sábado), a partir das 21h, no salão de festas do Olympico Club (Rua Professor Estêvão Pinto, 783, Serra). Ingressos: R$ 200 (mesa para 4) e R$ 50 (individual). Compras e informações: (31) 99628-2808 e (31) 99339-7221.

Minas Flash Dance
Festa com show do grupo Double You. Participação do DJ Eduardo Aun. Em 25 de maio (sexta), das 21h às 3h, no Espaço Pacífico Mascarenhas, no salão do Minas 2 (Av. dos Bandeirantes, 2.323, Mangabeiras). Ingressos: R$ 480 (mesas para 4) e R$ 120 (individual), incluindo open bar (espumante, cerveja, refrigerante e água) e open food (coquetel petit gourmet). À venda nas centrais de atendimento dos Minas 1 e 2. Informações: (31) 3516-1000/2000. A festa é exclusiva para sócios.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE E-MAIS