YouTube proibirá vídeos que defendem armas de fogo

A partir de abril, será proibido qualquer conteúdo que promova a venda de armas e seus dispositivos

por Redação EM Cultura 22/03/2018 19:14
Youtube/Reprodução
(foto: Youtube/Reprodução)
O Youtube anunciou novas regras sobre vídeos envolvendo armas de fogo na plataforma. A partir de abril, será proibido qualquer conteúdo que promova a venda de armas e seus dispositivos, assim como vídeos que mostram como construir e remodelar os objetos para torná-los mais eficazes. As novas regras forma inclusas nas políticas de uso do site nesta semana, mas a empresa só vai começar a fiscalizar o conteúdo no próximo mês. As informações são do The Whashigton post.

Mesmo assim, youtubers que mantinham canais com foco em armas de fogo já estão tendo seus vídeos removidos e páginas suspensas. O YouTube explica que não vai remover todo o conteúdo relacionado a armas de fogo, mas sim os vídeos que incentivem a compra ou a fabricação das armas. No Brasil, a lei federal do Estatuto do Desarmamento proíbe a comercialização de arma de fogo e munição. Apesar disso, o deputado Alberto Fraga (DEM-DF) lançou, recentemente, um projeto (PL 3722/12) no Plenário para revogar o estatuto.

A decisão da empresa chega como um reflexo das chacinas e tiroteios cada vez mais frequentes em escolas e locais públicos dos Estados Unidos. Recentemente, Las Vegas e Flóridas foram cenários de violência. "Enquanto proibimos a venda de armas de fogo há muito tempo, criadores foram notificados das novas regras e vamos fiscalizar conteúdo promovendo a venda ou fabricação de armas de fogo e seus acessórios, tais como munição, silenciadores entre outros", diz o comunicado oficial do YouTube.


MAIS SOBRE E-MAIS