Réveillon da TV Alterosa promove show de fogos na Pampulha

Evento terá mais fogos explodindo ao mesmo tempo. Ao longo de 12 minutos, o público poderá observar 150 diferentes efeitos e várias cores

por Estado de Minas 29/12/2017 08:32

Beto Magalhães/EM/D.A.PRESS
Quatro balsas posicionadas em locais estratégicos na lagoa da Pampulha lançam os fogos que fazem o espetáculo de ano-novo promovido pela Alterosa. (foto: Beto Magalhães/EM/D.A.PRESS)

Com quantos fogos se faz um grande réveillon? Bem, para a 28ª edição do Réveillon da TV Alterosa, neste domingo (31), serão 20 toneladas (entre fogos e estrutura) que farão da festa na Pampulha a maior virada de ano de Belo Horizonte.

Mais tradicional evento de ano-novo da cidade, vai promover 12 minutos de show, com fogos que vão surgir a partir de quatro balsas posicionadas em locais estratégicos da lagoa: Vertedouro, Praça de Iemanjá, Casa do Baile e praça da Igreja São Francisco de Assis.

O show receberá todos os tipos de fogos que existem para balsas, com mais de 150 efeitos e cores variadas. Serão estourados cakes, candelas e morteiros de até oito polegadas. Os efeitos foram escolhidos especialmente para o evento.

 

 

“Este ano, o show está um pouco mais carregado. Ou seja, haverá mais fogos explodindo ao mesmo tempo. E há uma sincronia perfeita entre as quatro balsas”, explica Wellinton Oliveira, da empresa Mult-Fogos, que, pela quarta vez, realiza o show em BH. Sua equipe – serão 12 pessoas trabalhando para os fogos – começou a montar a estrutura na última quinta-feira (28).


Wellinton explica que a sincronia vai permitir que as pessoas que estão na Praça de Iemanjá vejam a mesma imagem que o público que preferir permanecer na região da Casa do Baile, por exemplo.

CONTROLE “A cada ano, vamos aprimorando o sistema de detonação. No primeiro, utilizamos 300 pontos eletrônicos (que seriam como fósforos eletrônicos). Neste ano, são mais de mil pontos. E, hoje, com os computadores, temos controle total do show, com uma precisão impressionante”, diz Wellinton.

Todos os fogos do Réveillon da TV Alterosa são produzidos na China. De acordo com Wellinton, o país asiático é o mais tradicional, além de ser o maior produtor de fogos do mundo. “Já o Brasil é hoje o segundo polo mundial de fogos. No país, são gerados 200 mil empregos diretos com essa produção”, acrescenta.

 

Marcos Vieira/EM/D.A.PRESS
Público que acompanha o show, como o de 2016, começa a se reunir bem antes da meia-noite na Pampulha. Estrutura inclui instalação de 300 banheiros químicos. (foto: Marcos Vieira/EM/D.A.PRESS)

O evento começou em 1990, na Praça do Papa (onde só teve uma edição). A queima tem início apenas à meia-noite, é claro. No entanto, a festa, que reúne milhares de pessoas, inicia bem antes. Já a partir das 20h, o público começa a chegar à Pampulha. Tanto os que vão ficar nas ruas quanto os que curtem a passagem de ano nos clubes e residências ao redor da lagoa. “Buscamos sempre uma visão diferente para que possamos demonstrar todo o nosso amor por Minas. Nós nos empenhamos para que a queima de fogos do 28º Réveillon da TV Alterosa seja mais bela a cada ano. Serão momentos de emoções e de esperanças renovadas”, afirma Vércia Oliveira, gerente de eventos dos Diários Associados.

A TV Alterosa se responsabiliza pelo isolamento dos patrimônios históricos (Museu da Pampulha, Casa do Baile e Igreja São Francisco de Assis), das áreas onde serão instalados os equipamentos da TV, e do Vertedouro. A SLU, via PBH (Regional Pampulha), providenciará equipe para limpeza do local antes e após a festa, que termina por volta da 0h30.

Fique por dentro:

>>  Alimentação e bebidas
A TV Alterosa cede gratuitamente o direito de exploração da comercialização de alimentos e bebidas no evento. Todos os fornecedores de alimentos e bebidas foram treinados e licenciados pela PBH/Regional Pampulha e fiscalizados pela Vigilância Sanitária, que, para esse serviço, contará com o apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Foram cadastrados
100 fornecedores, carros de lanche que atuam na região.

>> Estrutura
Serão 300 banheiros químicos espalhados entre os pontos de visualização. A população ainda terá à disposição dois postos médicos e seis UTIs móveis para atendimento que estarão localizados no Vertedouro, na Praça de Iemanjá e na praça da Igreja São Francisco de Assis. A segurança é realizada por meio de uma operação conjunta que envolve as polícias Militar e Civil, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Prefeitura de Belo Horizonte (Regional Pampulha), a SLU e a BHTrans.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE E-MAIS