Doria se recusa a pagar direitos autorais para Marisa Monte e Arnaldo Antunes

Prefeito de São Paulo foi notificado por uso não autorizado da música 'Ainda bem' e pediu: 'Não vamos fazer disso uma polêmica'

por Diário de Pernambuco 30/11/2017 18:49

Youtube/Reprodução
(foto: Youtube/Reprodução)
Após ser notificado pelos músicos Marisa Monte e Arnaldo Antunes pela utilização não autorizada da música Ainda bem em um vídeo divulgado nas redes sociais, João Doria divulgou um vídeo, nesta quinta-feira (30), em que se manifesta sobre o ocorrido.

 

Na publicação, o prefeito de São Paulo afirma que pediu a retirada do vídeo das redes sociais e que não tinha "nenhuma intenção deliberada de usar a música", já que, segundo ele, a faixa teria sido registrada como som de fundo durante gravação em evento esportivo. O gestor pediu ainda que os artistas voltem atrás da cobrança, no valor de R$ 300 mil, por direitos autorais: "Não vamos fazer disso uma polêmica". 

 

"Eu gravei um vídeo falando sobre o campo de futebol, não percebi que havia a música e nem sequer de quem era a música que estava tocando, e coloquei nas redes sociais. Não tinha nenhuma intenção deliberada de usar a música, de fazer uma utilização irregular e não pagar direitos autorais. Não faz o menor sentido. É como se você estivesse gravando um vídeo no seu carro, com seu rádio ligado, você coloca nas suas redes sociais e alguém vem e quer cobrar de você pelo uso de uma música que você não utilizou", afirma Doria no comunicado, sobre a cobrança solicitada pelo advogado da cantora Marisa Monte.

Nesta quarta-feira (29), a cantora Marisa Monte divulgou uma nota sobre a solicitação para que João Doria retirasse o trecho da música Ainda bem da publicação. "Notificamos o prefeito, em conjunto com nossas editoras (SonyATV e Universal Music Publishing), sobre o uso ilegal de nossa obra, solicitando a retirada imediata do conteúdo de circulação e o esclarecimento ao público de que a canção havia sido usada sem nosso consentimento", diz o texto da artista.

O vídeo, publicado originalmente no dia 21 de agosto, foi gravado durante a inauguração de uma obra no Parque do Ibirapuera, localizado na capital paulista. Em seu texto, Marisa afirma que o prefeito foi notificado na época do lançamento, mas que só respondeu sobre o caso dois meses depois, com a alegação de que a captação foi realizada de forma "espontânea", justificativa que, para ele fazia com que a cobrança não encontrasse "qualquer abrigo na Lei de Direitos Autorais".

 

A artista, no entanto, rebate o argumento afirmando que o "vídeo é claramente uma peça audiovisual de propaganda política, produzida, editada e finalizada, com o evidente objetivo de autopromoção". Ainda nesta quinta-feira, a Prefeitura de São Paulo emitiu uma nota oficial informando que o gestor não pretende realizar o pagamento, por não enxergar legalidade na cobrança.

 

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE E-MAIS