Alexandre Garcia volta a falar de estupro e chama Brasil de colônia

Jornalista se refere à repercussão de seu comentário sobre o estupro sofrido pela atriz Jane Fonda

por Diário de Pernambuco 03/03/2017 17:47

Reprodução/Twitter
O jornalista da GloboNews polemizou no Twitter (foto: Reprodução/Twitter)
Alexandre Garcia voltou a falar, nesta sexta-feira (3), sobre a violência sexual sofrida pela atriz norte-americana Jane Fonda. "Uma brasileira é estuprada a cada 11 minutos e não reagimos nem nos escandalizamos. Mas nos preocupamos com a americana, há 70 anos. Colônia", publicou o jornalista da GloboNews no Twitter. Ele se refere à polêmica causada pela postagem que fez na rede social na noite da última quinta (2), quando comentou "e eu com isso?" na matéria sobre o caso.

Jane Fonda revelou, em entrevista ao site Net-a-Porter, que foi vítima de abuso sexual e estupro na infância. "Para você ver como o patriarcado deixa uma marca nas mulheres. Eu já fui estuprada, eu já fui abusada sexualmente quando criança e eu já fui demitida porque não queria transar com meu chefe", contou ela. "Eu semprei achei que tinha sido minha culpa". Nas postagens de Alexandre Garcia sobre o caso, muitos internautas tomaram o lado do jornalista - defendendo que Fonda apenas falou sobre o caso para "buscar holofotes". Outros apontaram que, atualmente, a atriz é estrela do seriado da Netflix Grace & Frankie, que estreia sua terceira temporada no próximo dia 20, além de ter participado de mais de 50 filmes ao longo da carreira e ter ganho dois prêmios Oscar - portanto, não precisa "chamar atenção".

"Tá vendo porque as mulheres ficam caladas sobre terem sido abusadas?", comentou uma seguidora do jornalista. "Sério que o que importa é a nacionalidade da pessoa e não o fato de ser mulher e vítima?", postou outro. A deputada federal Jandira Feghali, do PCdoB, também se pronunciou. "Quando ela revela isso, ajuda a dar luz a este tipo de crime e ampliar o combate. Achei que fosse óbvio", escreveu ela. "Não vi em nenhum telejornal do senhor uma reportagem séria sobre o fato", concluiu, apontando que Garcia nunca tinha chamado atenção para a violência sexual sofrida por mulheres brasileiras.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS