'Western' mostra a Europa rural e subdesenvolvida

Terceiro trabalho da diretora alemã Valeska Grisebach, o filme traz semelhanças com o faroeste norte-americano, embora não haja cenas de bangue-bangue

por Pedro Galvão 15/03/2018 08:00

Compilzen Film/Divulgação
Compilzen Film/Divulgação (foto: Compilzen Film/Divulgação)
“Alemanha, um país sofisticado e educado.” A frase dita por um morador do pequeno vilarejo búlgaro ao personagem principal Meinhard já evidencia a crítica que move a trama de Western, coprodução entre os dois países que estreia hoje, no Cine Belas Artes. O longa esteve em cartaz na última edição do Festival de Cannes, dentro da mostra Un Certain Regard (Um Certo Olhar). Como se fosse uma ironia à assertiva do interiorano, o filme mostra um grupo de trabalhadores germânicos estúpidos e grosseiros, que vai para a região atuar na construção de uma hidrelétrica, estabelecendo uma série de conflitos com a pequena população local.

A exceção é o próprio Meinhard, mais velho, pacato e franzino, único papel cinematográfico da carreira de Meinhard Neumann. Na história, enquanto seus colegas vivem uma rotina alternada entre trabalho e atitudes problemáticas nos momentos de lazer – brincadeiras idiotas entre eles e comportamento ofensivo contra algumas mulheres do vilarejo –, ele acaba se aproximando de maneira positiva dos nativos búlgaros, mesmo sem falar nenhuma palavra no idioma. Embora sejam igualmente estranhas para quem não é familiar, as duas línguas são totalmente diferentes.

Seu comportamento amigável o ajuda a romper as barreiras culturais e a desconfiança ligeiramente hostil do povoado, que aparenta ter, no máximo, uma centena de habitantes. Ao mesmo tempo, isso o indispõe com seus colegas alemães, que parecem ter ciúmes de sua popularidade. Essa tensão, somada a dificuldades que os operários encontram na obra e os conflitos iniciais com os locais, movimenta a narrativa, que, mesmo assim, não apresenta nenhum grande clímax.

Terceiro filme da diretora alemã Valeska Grisebach, de 50 anos, o filme mostra uma Europa contemporânea rural e subdesenvolvida, pouco comum no cinema internacional. Diferentemente do que o título possa sugerir, não há nenhuma cena de bangue-bangue. No entanto, semelhanças com o faroeste norte-americano são observáveis em Western. Uma delas são os alemães ignorantes, nacionalistas e encrenqueiros, representação muitas vezes usada para os caipiras rednecks dos EUA. O protagonista diferenciado, com poucas palavras e comportamento altruísta em relação aos nativos subjugados por seus compatriotas, é outro ponto em comum. Além disso, ele ainda desenvolve uma relação afetiva com um cavalo, que vira seu meio de transporte e amigo em muitos momentos.

A geopolítica também ajuda a explicar o nome do filme. A Alemanha está a oeste da Bulgária. A nação germânica, historicamente de economia mais poderosa, já exerceu domínio político sobre país balcânico durante a Segunda Guerra Mundial. Atualmente, o avanço se dá pelo capital, conforme mostra a trama do longa, em que uma empresa alemã vai ao país com seus trabalhadores “gerar progresso”, como descreve um deles. Conforme explica sua presença na mostra Un Certain Regard, dedicada a filmes de perspectiva atípica, Western consegue tratar, ao mesmo tempo, de temas sociais atuais e da sensibilidade das relações humanas e afetivas. Veja o trailer:

 

 

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE CINEMA