'Três Anúncios para um Crime' predomina no Bafta, o Oscar britânico; confira os contemplados

Em premiação britânica, drama superou o franco favorito, "A Forma da Água", do mexicano Guillermo del Toro

por AFP - Agence France-Presse 18/02/2018 19:44
BEN STANSALL
O elenco de "Três Anúncios para um Crime" (foto: BEN STANSALL)
O britânico "Três Anúncios para um Crime", do diretor Martin McDonagh, faturou cinco prêmios da Academia Britânica de Artes Cinematográficas e Televisivas (Bafta) - melhor filme, melhor roteiro original, melhor atriz, melhor ator coadjuvante e melhor filme britânico -, durante a cerimônia de premiação, este domingo (18), em Londres.

Este drama ácido, que conta a história de uma mãe (Frances McDormand), que clama por Justiça após a morte da filha, superou o franco favorito, "A Forma da Água", do mexicano Guillermo del Toro, contemplado com o prêmio de melhor diretor, e outros concorrentes na categoria: "Me chame pelo meu nome", de Luca Guadagnino, "O Destino de uma Nação", de Joe Wright, e "Dunkirk", de Christopher Nolan.

A produção levou, ainda, os prêmios de melhor filme britânico, de melhor ator coadjuvante para Sam Rockwell, de melhor roteiro original para Martin McDonagh e de melhor atriz para a americana Frances McDormand.
Já contemplada em janeiro pela imprensa estrangeira de Hollywood com o Globo de Ouro de melhor interpretação feminina pelo mesmo papel, McDormand superou as atrizes Annette Bening ("As estrelas não morrem em Liverpool"), Margot Robbie ("Eu, Tonya"), Sally Hawkins ("A Forma da Água") e Saoirse Ronan ("Lady Bird: a hora de voar").

O prêmio de melhor ator ficou com o britânico Gary Oldman pela interpretação de Winston Churchill em "O Destino de uma Nação".

Oldman, que também já havia sido premiado com o Globo de Ouro este ano, superou Daniel Day-Lewis ("Trama fantasma"), Daniel Kaluuya ("Corra!"), Jamie Bell ("As estrelas não morrem em Liverpool") e Timothée Chalamet ("Me chame pelo seu nome").

Entre os outros contemplados desta noite, Allison Janney ("Eu, Tonya") levou o Bafta de melhor atriz coadjuvante e Daniel Kaluuya ("Corra!") de melhor intérprete revelação.

"Call me by your name", de Luca Guadagnino, levou o prêmio de melhor roteiro adaptado. O filme se baseou no romance homônimo de James Ivory.

"A Criada", do sul-coreano Park Chan-wook, levou o Bafta de melhor filme em língua estrangeira; "I am not your Negro", de Raoul Peck, o prêmio de melhor documentário, e "Viva - A vida é uma festa", de Lee Ukrich, o de melhor filme de animação.

Assim como já ocorreu nas cerimônias de premiação em Hollywood, a maior parte dos presentes no Royal Albert Hall vestiram preto para protestar contra os escândalos que implicam grandes nomes do cinema, entre eles o produtor americano Harvey Weinstein.

Confira os contemplados

- Melhor filme:

"Três anúncios para um crime"

- Melhor filme britânico:

"Três anúncios para um crime"

- Melhor ator:

Gary Oldman ("O destino de uma nação")

- Melhor atriz:

Frances McDormand ("Três anúncios para um crime")

- Melhor ator coadjuvante:

Sam Rockwell ("Três anúncios para um crime")

- Melhor atriz coadjuvante:

Allison Janney ("Eu, Tonya")

- Melhor diretor:

Guillermo del Toro ("A forma da água")

- Melhor roteiro original:

Martin McDonagh ("Três anúncios para um crime")

- Melhor roteiro adaptado:

James Ivory ("Call Me by Your Name")

- Intérprete revelação:

Daniel Kaluuya ("Corra!")

- Melhor estreia de um diretor, produtor ou roteirista britânico: "Eu não sou uma feiticeira", Rungano Nyoni (roteirista/diretor), Emily Morgan (produtora)

- Melhor filme em língua estrangeira (não inglesa):

"A Criada", Park Chan-wook (Coreia do Sul)

- Melhor documentário:

"I Am Not Your Negro", Raoul Peck

- Melhor filme de animação:

"Viva - A vida é uma festa", Lee Ukrich

- Melhor trilha sonora original:

Alexandre Desplat ("A forma da Água")

- Melhor cinematografia:

Roger Deakins ("Blade Runner 2049")

- Melhor edição:

Jonathan Amos, Paul Machliss ("Em ritmo de fuga")

- Melhor design de produção:

Paul Austerberry, Jeff Melvin, Shane Vieau ("A forma da água")

- Melhor figurino:

Mark Bridges ("Trama fantasma")

- Melhor cabelo e maquiagem:

David Malinowski, Ivana Primorac, Lucy Sibbick, Kazuhiro Tsuji ("O destino de uma nação")

- Som:

Alex Gibson, Richard King, Gregg Landaker, Gary A. Rizzo, Mark Weingarten ("Dunkirk")

- Efeitos visuais:

Richard R. Hoover, Paul Lambert, Gerd Nefzer, John Nelson ("Blade Runner 2049")

- Melhor curta-metragem de animação britânico: "Poles Apart"

- Melhor curta-metragem britânico: "Cowboy Dave"

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE CINEMA