Bloco Quando Come se Lambuza leva axé ao Centro de BH e agita foliões

O Bloco "Quando Come se Lambuza" se concentrou por ao menos 40 minutos para aguardar o máximo de foliões na concentração, todos em volta do trio-elétrico estacionado na área que foi fechada do sentido bairro da Avenida dos Andradas, ao lado da Praça da Estação

por Mateus Parreiras 14/02/2018 14:11
Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press
Centenas de foliões acompanham a agremiação na Avenida dos Andradas (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press)

Paradoxos da quarta-feira de Cinzas, enquanto trabalhadores chegam para abrir suas lojas e iniciar a jornada após o meio-dia, justo nesse horário, blocos ainda iniciavam sua farra pelas ruas da capital mineira. Se uns desembarcavam de ônibus, outros seguiam os trios-elétricos.

Ver galeria . 8 Fotos Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press )


O Bloco "Quando Come se Lambuza" se concentrou por ao menos 40 minutos para aguardar o máximo de foliões na concentração, todos em volta do  trio-elétrico estacionado na área que foi fechada do sentido bairro da Avenida dos Andradas, ao lado da Praça da Estação. Dos alto-falantes do veículo carnavalesco vinha a vibração em forma de axé que fez o público suar dançando sob um mar de grandes e bem-vindos guarda-sóis coloridos, onde a sombra permitia escapar do sol e desfrutar de catuabas e cervejas.

"Tá bom demais tá melhor ainda último dia para fechar com chave de ouro. A gente está vindo há dois anos e adora, antes ia para praias, para Porto Seguro (BA). Agora, ninguém mais sai daqui" disse Caroline Luz, de 32 anos. Ela e outras três amigas belo-horizontinas aproveitavam a alegria como se realmente ainda fosse sábado, esbanjando condicionamento das gargantas para entoar cada canção que vinha do trio-elétrico.

O bloco conta com a participação de integrantes do Alô Abacaxi, Funk You e Então Brilha. Uma das temáticas da folia é a celebração da diversidade.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CARNAVAL