Veja a sua própria vida em apenas 90 segundos

Instalação 'Museum of me', em cartaz no CCBB, usa a inteligência artificial para oferecer experiência inusitada a usuários do Instagram

Mariana Peixoto 27/11/2019 06:00
Renato Mangolin/divulgação
Museum of me fica em cartaz até 29 de dezembro, no CCBB (foto: Renato Mangolin/divulgação)

A sua vida passando na sua frente durante um minuto e meio. Ou pelo menos aquela parte que você mostra nas redes sociais. É isso o que propõe a instalação Museum of me, que será aberta nesta quarta (27), no Centro Cultural Banco do Brasil. O cubo de 5 metros por 5 metros ganha dimensão muito maior para quem está dentro dele, participando da experiência. Espelhos nas paredes, piso e teto garantem a sensação de infinito.

Iniciativa da Cactus, produtora que atua nas áreas de arquitetura, design e tecnologia, Museum of me utiliza a inteligência artificial para construir uma história única e curta, que não será repetida. O Instagram atua como base de dados da experiência.
“Noventa por cento do trabalho que a gente se propõe a fazer é em escala de arquitetura. Criar um aplicativo, por exemplo, não é o nosso objetivo final. Uma das coisas que a gente busca materializar é tirar as imagens do celular, do computador e do tablet, ou seja, das telas pequenas, e levá-las para outra escala”, comenta Felipe Reif, sócio da Cactus.

Grosso modo, a experiência funciona da seguinte maneira. Ao chegar ao CCBB, o usuário fornece o seu nome de usuário no Instagram (a conta tem de ser pública). “A gente pega esse perfil e entra na conta. Através de um algoritmo, que considera número de curtidas e data de postagem, tentamos adivinhar as fotos mais relevantes. Um software faz a leitura das fotos e cria a legenda que interpreta a imagem. Isso é inteligência artificial. A análise se torna uma jornada da vida digital dessa pessoa. Uma trilha sonora acompanha tudo, o que dá intensidade (à visita)”, explica Reif.

Até 50 imagens são exibidas na instalação. Tudo vai depender da voracidade das postagens do usuário. Para aqueles temerosos do que será feito com o conteúdo, Reif explica que as informações não são armazenadas. “É só para a experiência. Depois ela não fará mais parte dos nossos servidores.”

Para visitar a Museum of me, além de informar a conta no Instagram o participante deverá seguir o perfil do CCBB Belo Horizonte (@ccbbbh). Ele pode entrar com até três pessoas no cubo – mas só uma experiência será apresentada. Para evitar filas, assim que chegar ao CCBB o participante coloca seu nome na fila virtual. Quando chegar sua vez, receberá mensagem em SMS para se apresentar na entrada da instalação.  

MUSEUM OF ME
A partir das 10h, no pátio do CCBB (Praça da Liberdade, 450, Funcionários). A atração fica em cartaz de quarta a segunda-feira, das 10h às 22h. Entrada franca. Até 29 de dezembro.

MAIS SOBRE ARTES-E-LIVROS