UAI

Datena defende fala de Lula sobre teto de gastos: 'Quero que se exploda!'

Apresentador da Band tomou partido ao defender investimento na área social em detrimento dos interesses dos banqueiros

Lula e Datena Reprodução/Instagram/Divulgação/Ricardo Stuckert
Douglas Lima - Especial para o Uai clock 18/11/2022 15:00
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp SIGA NO google-news
 

Durante o Brasil Urgente desta quinta-feira (17/11), o comunicador José Luiz Datena defendeu a fala polêmica do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante um discurso feito na COP27.

Leia Mais

A COP27 é a 27ª sessão da Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima, e aconteceu este ano no Egito, reunindo diversos líderes mundiais para debater sobre as mudanças climáticas.

 

Na ocasião, o petista declarou sobre a possibilidade da bolsa cair e do dólar aumentar por conta do teto de gastos para manter os R$ 600 de auxílio. O jornalista concordou com o político e disse que o mais importante no momento é cuidar dos mais pobres.

 

"A bolsa caiu porque o Lula falou que vai romper o teto de gastos porque falou que vai dar pra pobre? Eu quero que o mercado se exploda! O cara disse que não tem jogo no Brasi, como não tem jogo? Esses gringos vem aqui investir quando o dólar sobe. É a moeda podre porque depois que o dólar cai, eles tiram dinheiro daqui e não tem investimento", afirmou.

 

"Nós vivemos no Brasil colônia porque nós não temos fábricas, indústrias, necessárias para ser a 10ª potência do mundo, por isso que tem essa divisão de renda canalha: Pobre tem pouco, rico tem muito. Eu quero que se exploda o mercado! 'Não pode porque o cara vai gastar dinheiro com pobre'. Isso é o que faz o Paulo Guedes, é o que fez o Bolsonaro, gastou quase 1 trilhão estourando o teto de gastos para auxílio emergencial porque precisa, senão o povo morre de fome", acrescentou. 

 

Confira, abaixo, o vídeo:

Datena visita Lula durante campanha do segundo turno das eleições presidenciais

Durante a campanha para o segundo turno das eleições 2022, Datena chegou a se encontrar com Lula para discutir alguns assuntos relacionados ao futuro do Brasil, assim como fez com o presidente da República Jair Messias Bolsonaro (PL). Apesar das conversas, o apresentador da Band decidiu não declarar apoio em nenhum dos dois candidatos já que, como jornalista, acredita que a imprensa deve ser isenta e não tomar partido de nenhum lado.

 

"O encontro foi meramente jornalístico para saber o que os dois pensam em relação a esse segundo turno, e não significa nem apoio ao Lula nem apoio ao Bolsonaro. Simples assim. Eu não apoio ninguém para a eleição e pronto, acabou. Fim de papo", desabafou.

 

"Agora eu espero que vocês entendam eu fui convidado pelo Bolsonaro e fui convidado pelo Lula. Não deixarei de visitá-los, e claro que a visita tinha interesse jornalístico e não para apoiar nem um nem outro. Não estou apoiando ninguém nestas eleições", acrescentou.

compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp