Veja alguns tipos de atividades físicas para se fazer na gestação

Apesar de limitadas, atividades físicas durante a gestação são indicadas para evitar o surgimento de doenças e também para controlar o ganho de peso de acordo com o crescimento do bebê

por Estado de Minas 08/06/2016 13:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Endocrinologia Gestante/Reprodução
(foto: Endocrinologia Gestante/Reprodução)
Muitas gestantes se sentem impossibilitadas de praticar exercícios durante os nove meses de gravidez, por medo ou indisposição. Apesar de limitadas, atividades físicas durante a gestação são indicadas para evitar o surgimento de doenças e também para controlar o ganho de peso de acordo com o crescimento do bebê. A personal gestante Roberta Gabriel indica seis exercícios que as gestantes podem fazer, desde que liberadas pelo seu médico obstetra.

1- Hidroginástica:
atividade mais indicada pelos médicos. Pela ausência de impacto, possibilita atividade mais segura, sem risco de queda. Porém, é preciso cuidado com movimentos repetitivos que exijam muito do equilíbrio e da ação abdominal, que podem gerar desconforto.
2- Ioga: excelente atividade, desde que direcionada para
o público gestante, pois várias posturas de torção de tronco, hiperextensão, invertidas e respirações não devem ser realizadas pelas futuras mamães.
3- Pilates: muito recomendada, por promover fortalecimento muscular de maneira suave, alongamentos que priorizam bastante a organização postural, que é tão importante nesse período.
4- Musculação: praticada com carga e intensidade moderadas e exercícios escolhidos com muito cuidado por um profissional especializado, a atividade é muito segura e eficaz.
5- Funcional: atividade da moda, que pode sim ser adaptada para gestantes, mas o ideal é que seja realizada individualmente, respeitando as necessidades de cada mulher.
6- Corrida: pode ser praticada pelas mamães que já corriam antes da gravidez, desde que liberadas pelo obstetra e, ainda assim, a sua prática tem que ser sempre avaliada por um personal gestante.

Mulheres consomem mais açúcar

O Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia identificou que mulheres consomem mais açúcar do que homens, principalmente quando se trata de doces. O dado foi constatado por meio de pesquisa da Campanha Doce Equilíbrio e mostra que, entre as escolhas favoritas das entrevistadas, 45% preferem bolos, doces caseiros, biscoitos e bolachas. Já o chocolate é preferência de 37% das mulheres. O cardiologista Daniel Magnoni, chefe de nutrição do instituto, sugere que o açúcar seja mais consumido pelo sexo feminino por questões adicionais, como a tensão pré-menstrual (TPM), funcionando conforme um “controlador” de emoções. A nutricionista Marcia Daskal, da Recomendo Assessoria em Nutrição, reforça que o ingrediente pode fazer parte da dieta, mas precisa ser consumido com equilíbrio.

“A mulher pode fazer um diário do que ingeriu na semana. Isso ajuda a visualizar os momentos em que o corpo mais pede açúcar, como na TPM, por exemplo”, observa.

20º Congresso Mineiro de Ortopedia e Traumatologia
Estão abertas as inscrições para o 20º Congresso Mineiro de Ortopedia e Traumatologia, promovido pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia – Regional Minas Gerais (SBOT - Minas), nos dias 29 de junho e 2 de julho, no Ouro Minas Palace Hotel, em BH. Na pauta de debates os temas mais atuais da área, com palestrantes nacionais e internacionais. Informações pelo site www.congressomineiro2016.com.br ou pelo telefone
(31) 3273-3066.

Pequena, mas preciosa
Uma única acerola guarda inúmeros nutrientes. Além de flavonoides e vitaminas A, B1 e B6, ela também apresenta minerais, como fósforo, ferro, potássio, magnésio e cálcio. Outro componente da acerola é o carotenoide, substância responsável pela cor vermelha da fruta, também considerada antioxidante, o que indica que auxilia na prevenção do envelhecimento precoce das células. Uma dica para consumir a pequena fruta é fazer suco pela manhã e tomá-lo imediatamente, para que não perca as propriedades.

Iniciação à dança do ventre
A dança do ventre terapêutica tem sua metodologia fundamentada no desenvolvimento e expressão de potenciais afetivos e criativos das mulheres. Para conhecer melhor os benefícios da prática, o Bairro Mangabeiras receberá, nos dias 18 e 25 deste mês e em 2 de julho, o curso de iniciação à dança do ventre e seu processo terapêutico. As aulas ocorrerão das 11h30 às 13h30, na Rua Nova Era, 80, próxima à Praça JK. Informações pelo telefone
(31) 98864-7041.

Amor nos detalhes

A artista plástica Philippa Rice, popular na internet, conquistou fãs em todo o mundo com suas tirinhas, ao mostrar que o amor está no cotidiano. Inspirado no cotidiano dela com seu namorado, o livro Soppy traz declarações de amor escondidas em atos comuns, como dividir uma xícara de chá, comentários durante um filme ou escovar os dentes juntos. O livro chega às livrarias com o selo Fábrica231, da editora Rocco, a tempo de ser uma boa opção de presente para o Dia dos Namorados.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA