'Precisamos Falar com os Homens': ONU Mulheres lança pesquisa sobre igualdade de gênero no Brasil

O objetivo é entender como os homens podem participar do diálogo pela igualdade de gênero e identificar como as mulheres percebem o papel dos homens na sua vida e na sociedade

por Agência Brasil Redação 01/03/2016 11:01

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução Youtube
"Convidamos os homens brasileiros a participar dessa pesquisa inédita sobre masculinidade. Precisamos saber o que eles pensam sobre si mesmos, a relação que têm com as mulheres, a maneira como vivem o dia-a-dia e como enxergam a vida e a sociedade. Chegou a hora de os homens pensarem sobre o papel que eles têm na construção da igualdade de gênero, como propõe o movimento ElesPorElas, em que eles devem defender os direitos das mulheres para a fazer a mudança inclusiva que o mundo precisa" - Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres Brasil (foto: Reprodução Youtube)
A ONU Mulheres, em parceria com o portal PapodeHomem, lançou nesta terça-feira (01/03) no Brasil a pesquisa Precisamos Falar com os Homens. Feita pela internet e viabilizada pelo Grupo Boticário, a pesquisa é aberta a todas as pessoas e aborda temas como machismo, feminismo e violência entre parceiros. O objetivo é entender como os homens podem participar do diálogo pela igualdade de gênero e identificar como as mulheres percebem o papel dos homens na sua vida e na sociedade hoje, apontando as principais tensões culturais que geram sofrimento e desigualdade. Segundo a ONU Mulheres, uma em cada três mulheres sofre violência de algum homem ao longo da vida. Entre as 500 maiores empresas do mundo, menos de 5% possuem CEOs mulheres. As mulheres ainda realizam seis vezes mais os afazeres domésticos que os homens. Já os homens, estão mais expostos à violência criminal, a mortes no trânsito e ao abuso de drogas.  Eles também se suicidam quase quatro vezes mais que as mulheres no Brasil. A pesquisa é a segunda etapa de um processo que começou com entrevistas com especialistas e pessoas comuns, no Recife, Rio de Janeiro e em São Paulo, em busca de histórias inspiradoras. A pesquisa e as entrevistas resultarão em um documentário sobre o tema, que será divulgado mundialmente ainda este ano. Veja o trailer:
O trabalho é parte da campanha ElesPorElas (HeForShe), lançada pela ONU Mulheres em 2014. A iniciativa convoca os homens a refletir e a participar ativamente da defesa dos direitos das mulheres, enfrentando estereótipos machistas que perpetuam a desigualdade de gênero. No site da campanha, qualquer pessoa pode assinar o compromisso ElesPorElas. Mais de 680 mil já assinaram em todo o mundo. O ranking dos países que mais participaram inclui os Estados Unidos, o Reino Unido, Equador, México e Canadá. Mais de 22 mil brasileiros já participaram da campanha. Entre os que assinaram o compromisso, 21.353 são homens. Temas como violência e mercado de trabalho são apontados pelos brasileiros como prioritários na igualdade de gênero. A Islândia, país com aproximadamente 320 mil habitantes, tem o maior percentual de assinaturas no mundo - um em cada 18 homens já aderiu ao compromisso.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA