Espirros, tosse e crises alérgicas são típicos do inverno e das baixas taxas de umidade; veja dicas

Quando o tempo esfria, os agressores e alergênicos entram em contato com as pessoas mais sensíveis

por Flávia Duarte 25/06/2015 09:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Parece sincronizado. Mudou o tempo, virou a estação, as tosses e os espirros começam a ecoar. É o organismo humano reagindo ao desconforto provocado pela queda de temperatura e pela diminuição da umidade. Quem viaja para o Hemisfério Norte nesta época do ano pode sentir os efeitos da primavera, que traz, com as flores, o pólen e também as chuvas esparsas. Isso acontece porque as vias aéreas respiratórias são mantidas em uma temperatura de equilíbrio.

Quando o tempo esfria, os agressores e alergênicos entram em contato com as pessoas mais sensíveis. Para tentar restabelecer a harmonia, agentes de defesa são acionados, gerando respostas orgânicas às inflamações ou à irritação provocada nas vias respiratórias. “Isso pode provocar tosse, espirro, por exemplo, nhbvuma tentativa do corpo de expulsar os agentes agressores”, explica o João Daniel Rego, pneumologista do Hospital Santa Helena. Além disso, são comuns nesta época do ano as crises alérgicas e asmáticas, o que exige cuidados médicos para evitar que o quadro se agrave.

Valdo Virgo / CB  / D.A Press
Clique na imagem para ampliá-la e saiba mais (foto: Valdo Virgo / CB / D.A Press)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA