Registros de acidentes fazem Inmetro pedir retirada de berço dobrável do mercado

Modelo Nanna da Burigotto não pode mais ser vendido no Brasil por oferecer risco de asfixia às crianças

08/06/2015 10:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) pediu a retirada do mercado brasileiro e suspensão do registro de um berço dobrável da marca Burigotto. Segundo o Sistema de Monitoramento de Acidentes de Consumo do órgão, o modelo Nanna oferece risco de asfixia às crianças.

Reprodução Internet
Acidentes com modelo Nanna foram registrados no Inmetro e motivaram a decisão que proíbe a venda do berço (foto: Reprodução Internet)


Com base nos registros de acidentes cadastrados, o Inmetro realizou estudos que mostraram um espaçamento indevido entre as laterais, extremidade e colchões que poderiam oferecer riscos aos bebês. A avaliação considerou cenários de uso normal do berço e simulou diversas posições e travamentos.

O consumidor que tiver o modelo Nanna do berço dobrável deve suspender imediatamente o uso e entrar em contato com a empresa para mais informações ou com a Ouvidoria do Inmetro pelo e-mail ouvidoria@inmero.gov.br.

Novas regras
No final de maio, o Inmetro publicou a Portaria n° 243/Presi para aumentar o rigor das exigências para a produção, venda e importação de berços-portáteis no país. Uma das especificações é que o espaço entre as laterais e o colchão não pode ser superior a 30 mm, mesmo se produto for feito de material flexível (tecidos, telas, plásticos). Clique e veja o documento na íntegra.

Leia na íntegra a nota que a Burigotto enviou à imprensa:

"Com mais de 60 anos de experiência no mercado, a Burigotto garante que toda a sua linha de produtos, incluindo o berço Nanna, segue todos os padrões de segurança exigidos pelo Inmetro, e possui autorização para comercializar seus produtos no mercado.

Entretanto, por determinação do órgão, através de ofício recebido no dia 01/06, a Burigotto iniciou imediata e preventivamente a retirada do berço Nanna dos pontos de venda. A empresa ressalta, ainda, que não foi notificada quanto à possibilidade de recall e que aguarda a conclusão dos novos testes recém exigidos pela Portaria.

O berço Nanna é comercializado pela Burigotto há mais de seis anos, com certificação do Inmetro, e, inclusive, sempre esteve dentro dos prazos de manutenção do certificado. O berço é referência no mercado e nunca houve antes registro de acidentes envolvendo o produto.

A Burigotto está à disposição para todos os esclarecimentos e testes técnicos necessários."

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA