'Encrespa Geral' incentiva naturalidade do cabelo; evento é neste domingo em BH

Patrícia Santos, mãe da menina Carolina Monteiro, que ficou famosa no Youtube dando dicas sobre como as crianças podem lidar com comentários preconceituosos sobre o cabelo na escola, é uma das convidadas do evento

por Valéria Mendes 14/05/2015 14:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
 (FOTO:  Quilombo Dos Meninos Crespos / Divulgação)
A construção de uma sólida autoestima na infância também será discutida no 'Encrespa Geral' (FOTO: Quilombo Dos Meninos Crespos / Divulgação) (foto: (FOTO: Quilombo Dos Meninos Crespos / Divulgação) )
Assumir os cachos frente à ditadura da escova e chapinha não é das tarefas mais simples, principalmente para mulheres que há anos usam produtos químicos para deixar os fios lisos. A solução “mais simples”, nesses casos, é não economizar na tesoura. O conceito limitado e excludente de beleza que sufoca identidades e mina a diversidade, no entanto, tem sido cada vez mais questionado por mulheres que se organizam e mostram que é possível se libertar dessas amarras. Para quem cansou da trabalheira que é manter os cabelos milimetricamente domados, o Encrespa Geral é uma boa oportunidade para refletir sobre o quão bonito o natural pode ser e conversar sobre autoaceitação e empoderamento feminino.

O projeto chega em sua quarta edição em 18 cidades brasileiras, além de países como Inglaterra, Irlanda, Angola e Austrália. Na capital mineira, o Encrespa Geral acontece UAI Shopping Centro neste domingo (17/05), das 11h às 14h30. O endereço é Rua Saturnino de Brito, 17, Centro.

“O evento é aberto a qualquer mulher que tenha interesse em fazer a transição capilar, mulheres que desde a infância são obrigadas a alisar o cabelo para se encaixarem num padrão. Assumir o cabelo crespo é também um ato político”, afirma a locutora Elissandra Flávia que está à frente do evento em BH junto com a cabelereira Danny Souza e a afroempreendedora Dandara Elias.

(FOTOS: Stefaniny Ratto, Ly Cavalcante e Arquivo Pessoal)
Elissandra Flávia, Danny Souza e Dandara Elias coordenam o 'Encrespa Geral' em BH. (FOTOS: Stefaniny Ratto, Ly Cavalcante e Arquivo Pessoal) (foto: (FOTOS: Stefaniny Ratto, Ly Cavalcante e Arquivo Pessoal) )


'Não é só por cabelo' é o lema do movimento Encrespa Geral. Isso por que, segundo Elisssandra Flávia, não é fácil fazer essa transição. “Percebemos nos depoimentos que sair do cabelo liso e ir para o crespo (o cacheado se enquadra nessa categoria) é também enfrentar o preconceito e passa por uma mudança de comportamento em que a percepção do racismo fica mais nítida. A mulher negra que assume sua identidade vai precisar ter respostas às perguntas como ‘mas você vai arrumar esse cabelo para o casamento?’. Em alguns casos, o próprio marido ou companheiro não aceita o novo visual e, nesse caso, o tema permeia também o machismo. O Encrespa Geral é pelo direito de usar o cabelo crespo natural”. Todas essas problematizações poderão ser aprofundadas na palestra ‘Cabelo e identidade’, com Denilson Tourinho, que integra o evento que acontece neste domingo (veja programação completa abaixo).

Por outro lado, a locutora ressalta que esse movimento não é uma ‘nova ditadura’. “Não queremos impor nenhum estilo, mas apenas mostrar que existem outras opções além do liso”, diz. Apesar de o foco ser a mulher, os homens que se interessarem também podem participar. “O homem negro, muitas vezes, prefere andar com o cabelo raspado, mas o tema tem despertado também a atenção deles”, pontua.

O mercado de trabalho é outro desafio a ser superado por quem opta em assumir o visual natural. Para Elissandra, no entanto, quanto mais as pessoas se aceitam e compreendem o processo de negação da própria identidade ao longo da vida, mais forte elas ficam. “Temos avançado e o cabelo crespo vai se tornar comum”, acredita.

Programação

Depoimentos temáticos sobre “A construção e descoberta da identidade negra e a resistência contra o racismo”, com o ativista Dú Pente, e “Meu black power é a minha identidade, não a sua fantasia de carnaval”, com Iara Viana, também integram a programação do evento.

A necessidade de se construir uma autoestima sólida na infância também será discutida, com base nas experiências de Patrícia Santos, mãe da menina Carolina Monteiro, que ficou famosa no Youtube dando dicas sobre como as crianças podem lidar com comentários preconceituosos sobre o cabelo na escola. Veja um vídeo famoso da garotinha:



O Encrespa Geral também terá atividades educativas para crianças, sob a coordenação da equipe do Casarão das Artes, com a participação do grupo Filhas da Terra, e oficina de turbante, com empresária Chinue African.

Veja abaixo a programação completa:

Dj Mestre Lau
Black Music

Black Up Music
Música instrumental para recepção

Palestra
Tema: Cabelo e Identidade
Palestrante: Denilson Tourinho

Encrespa Kids
Atividades educativas para as crianças
Coordenação: Equipe Casarão das Artes

Big Chop ao vivo
Com a cabeleireira Danny Sousa
Modelo: Thaynara Christina

Antes e depois
Exibição de fotos de pessoas que passaram pela transição.

Pocket Show
Com o grupo Samba na Roda da Saia

Depoimentos
Patrícia Santos (Mãe da menina Carolina Monteiro)
Tema importância de se construir uma autoestima sólida na infância.

Dú Pente
Tema: A construção e descoberta da identidade negra e a resistência contra o racismo.

Iara Viana
Tema: Meu Black Power é a minha identidade, não a sua fantasia de carnaval.

Betina Borges
Tema: Aceitação do crespo como ele é.

Depoimento aberto ao público

• Chamado FAN (Festival da Arte Negra)
Rosália Diogo

Workshop de Turbante
Com a empresária Chinue African

Pocket Show
Com Marvin Pires e Delatorvi
Cantando o single de sucesso na internet, “Preta”.

Estandes
17 expositores de BH, SP e Rio de janeiro
Produtos com motivos étnicos.

Samba de confraternização do Encrespa Geral BH com o grupo Samba na Roda da Saia
Assim que terminar o Encrespa Geral BH no Uai Shopping vamos seguir para o MARMORETTO e cair no samba. Informações sobre ingressos para entrada no Marmoretto entre em contato pelo telefone (31) 9290-0634. O Marmoretto fica na Rua Mármore, 224, Santa Tereza.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA