Saiba como escolher e aplicar o corretivo para esconder olheiras e outras 'imperfeições'

Na dúvida, busque orientação médica ou peça dicas a um maquiador

por Revista do CB 13/05/2015 09:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Eduardo Delfim / Divulgação
É preciso muito cuidado ao escolher a cor: peça ajuda a um profissional (foto: Eduardo Delfim / Divulgação )
Quem não quer corrigir alguma imperfeição? O poder de suavizar pequenos defeitos no rosto faz do corretivo quase uma ferramenta do Photoshop. “Ele tem a função de minimizar e disfarçar as olheiras, além de neutralizar”, explica a maquiadora profissional e consultora de beleza Viviana Cunha.

Não entendeu? É só pensar que uma bisnaga no tom certo e leves batidinhas com o próprio dedo podem proporcionar contornos e iluminar áreas estratégicas para afinar o rosto, diminuir o nariz, entre outras possibilidades. A maquiadora Ana Ravasio ensina alguns truques para potencializar o uso do produto. “Você deve passar em pontos mais escuros do rosto, ou seja, nas curvinhas do nariz, próximo às narinas, nas olheiras e nos cantos dos lábios.” A dica para que o corretivo tenha a adesão correta é aplicar sem esfregar.

As manchas da pele devem ser trabalhadas em conjunto com a base. Os lábios também podem ser tratados. “Podemos apagar a boca e remarcá-la, assim conseguimos afinar ou dar mais volume. O truque também serve para definir mais a cor do batom”, explica.

Entre os maquiadores, há uma unanimidade quando o assunto é corretivo: é preciso muito cuidado ao escolher a cor. A regra é aproximar, ao máximo, ao tom de pele da pessoa para não provocar o efeito “panda invertido”, uma faixa branca em baixo dos olhos que deixa as olheiras ainda mais evidentes. Outro desafio para as consumidoras é o acabamento. A seleção, segundo Viviana Cunha, deve levar em conta o tipo de pele. “Nem sempre quem tem a pele oleosa deve usar produtos mais pastosos. Às vezes, é exatamente o contrário”, destaca. Buscar orientação médica ou conversar com maquiadores podem ser boas opções.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA