OMS diz que Europa pode enfrentar epidemia de obesidade antes de 2030

Quase toda a população adulta da Irlanda estaria com sobrepeso ou obesidade antes de 2030

por AFP - Agence France-Presse 06/05/2015 16:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
A Europa vai enfrentar uma verdadeira epidemia de obesidade antes de 2030, alerta a Organização Mundial da Saúde (OMS) em suas projeções divulgadas nesta quarta-feira (06/05) em um congresso europeu sobre obesidade em Praga. "A Europa vai enfrentar uma imensa crise", adverte a OMS.

Segundo este estudo, realizado pelo escritório regional da organização na Europa, com sede em Copenhague, quase toda a população adulta da Irlanda estaria com sobrepeso ou obesidade antes de 2030, segundo um comunicado divulgado pelos organizadores do congresso.

No total, 89% dos homens na Irlanda teriam sobrepeso em 2030 e entre eles estariam 48% de obesos, segundo a mesma fonte. Em 2010, estes números eram 74% e 26%, respectivamente.

Com relação às mulheres irlandesas, a proporção de pessoas com sobrepeso passaria entre 2010 e 2030 de 57% para 85%. O número de mulheres com obesidade chegaria a 57% em 2030.

Um indivíduo é considerado com sobrepeso quando seu Índice de Massa Corporal (IMC) supera os 25 kg/m2. A obesidade aparece a partir dos 30 kg/m2.

As projeções também são alarmantes para o Reino Unido, onde 33% das mulheres deverão ser obesas em 2030 contra 26% em 2010 e 36% entre os homens contra 26% em 2010.

A Grécia, Espanha, Suécia e República Tcheca também devem registrar um aumento importante da proporção de adultos obesos.

Na Grécia, por exemplo, a proporção de homens e mulheres obesos deve dobrar, passando de 20% em 2010 para cerca de 40% em 2030. Na Espanha, o percentual de homens obesos deve aumentar de 19% para 36% no mesmo período.

A grande maioria dos 53 países incluídos neste estudo registraria uma alta na proporção de pessoas com obesidade e sobrepeso entre a população adulta.

Apenas em alguns países a taxa de obesidade/sobrepeso estabilizaria ou até mesmo diminuiria. Este é o caso da Holanda, onde 8% dos homens seriam obesos em 2030 contra 10% em 2010.

Os autores do estudo afirmam que esta projeções devem ser interpretadas com "a maior prudência".

Mesmo assim, para a britânica Laura Webber, que colaborou com o estudo, "é preciso, de maneira urgente, de políticas para inverter esta tendência".

A obesidade é um fator de risco importante que aumenta as possibilidades de doenças cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de câncer.

Segundo os números divultados anteriormente pela OMS, mais de 1,9 bilhão de adultos em todo o mundo tinham sobrepeso em 2014, dos quais 600 milhões eram obesos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA