OMS quer limitar açúcares ocultos nos produtos alimentícios

Açúcares não devem ultrapassar 10% da ração energética diária da população

por Estado de Minas 05/03/2015 10:39

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Kalos Geromy/OIMP/D.A.Press
Alimentos como o ketchup, que contém açúcares ocultos, preocupam especialistas (foto: Kalos Geromy/OIMP/D.A.Press)
A Organização Mundial da Saúde (OMS) quer limitar o consumo de açúcares ocultos nos produtos alimentícios, como o ketchup ou as bebidas açucaradas com gás, responsáveis por inúmeros problemas de saúde, como a obesidade, o excesso de peso e as cáries. Segundo novas diretrizes da OMS publicadas nesta quarta-feira (04/03), os açúcares não deveriam ultrapassar 10% da ração energética diária da população, e preferencialmente não superar 5%, tanto em adultos quanto em jovens e crianças – 10% equivale a 50 gramas de açúcar, o que cabe em 12 colheres de café.

Leia também: Você sabe o que tem dentro dos sucos de caixinha

“Uma redução abaixo de 5%, isso é, 25 gramas de açúcar por dia ou seis colheradas de café, teria vantagens adicionais para a saúde”, explicou o doutor Francesco Branca, diretor do departamento de nutrição para a saúde e o desenvolvimento na OMS. “Com um máximo de 5%, um estudo afirma que há zero cáries”, acrescentou. “Temos provas sérias de que limitar o consumo diário de açúcar abaixo dos 10% reduz o risco de excesso de peso, obesidade e cáries”, afirmou Branca, após um estudo lançado há um ano no qual foram analisados mais de 170 comentários de especialistas. “Se a pessoa ingere uma tigela de cereais pela manhã, uma lata de bebida açucarada e um iogurte açucarado, já superou o limite”, declarou Branca em uma coletiva de imprensa em Genebra.

Saiba mais: Você sabe a quantidade de açúcar dos achocolatados em pó?

Para o professor Tom Sanders, especialista em nutrição no King’s College de Londres, “o objetivo de 10% é fácil de ser alcançado se as bebidas açucaradas forem evitadas”. No entanto, os 5% necessários para evitar as cáries é muito mais difícil de alcançar, afirma, “porque isso significa que não se deve comer nenhum bolo, ou biscoitos, ou beber qualquer bebida açucarada”.

As consequências desta batalha da OMS são de grande importância. Segundo este estudo publicado em janeiro, algumas doenças não transmissíveis, como a diabetes, o câncer ou as doenças cardíacas, provocam todos os anos 16 milhões de mortes prematuras no mundo. E algumas destas doenças são resultado de hábitos ruins, como o abuso de álcool, tabaco ou uma má alimentação, muito rica em gorduras ou açúcar.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA