Mulheres colorem os pelos das axilas e confrontam padrões de beleza

A opção por não se depilar tem motivações variadas que vão desde o enfrentamento social, passam pelo processo de aceitação da própria imagem, mas também é uma questão de gosto

28/11/2014 14:54

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
offbeathome.com/Reprodução Internet
Post de Roxie Hunt que ensina como descolorir os pelos das axilas está perto de 32 mil compartilhamentos (foto: offbeathome.com/Reprodução Internet)
"Meus pelos nascem por todos os cantos com tamanha autenticidade que não posso pensar em erradicá-los. A liberdade invejável dos meu pelos afirma minha própria maneira livre e me sinto tão linda e confortável que só posso viver assim". O depoimento de uma jovem identificada como Keity Valença, de 28 anos, é apenas um entre os muitos que podem ser lidos no site do projeto ‘Pelos Pelos, do Coletivo Além. Na época em que os fotógrafos Núbia Abe e Mateus Lima lançaram a página, o Saúde Plena conversou com a dupla que declarou: “Acreditamos que as pessoas têm dificuldade em desejar o que é natural de cada indivíduo e em respeitar a diversidade. Assim, vivem em uma busca eterna de algo que é inatingível”.

Reprodução Internet
Lady Gaga e sua axila azul (foto: Reprodução Internet)
Nesta semana, o tema 'mulheres que não se depilam' voltou à mídia após a hashtag #dyedpits (axilas tingidas, em tradução livre) despontar no Instagram e Tumbrl. Meninas adeptas dos cabelos coloridos - mas não só elas - pintaram também os pelos das axilas e mostraram o resultado na web. Até a cantora Lady Gaga publicou uma foto e há quem fale em nova tendência de estilo.

A imagem que mais tem ilustrado essa inclinação é a da norte-americana Roxie Hunt que explica o passo-a-passo para quem quiser experimentar. A publicação está próxima de atingir os 32 mil compartilhamentos. Entre as informações que circulam nos posts dedicados ao assunto, há quem diga que pode não valer muito a pena já que os “pelos crescem rápido” e que “coça bastante”.

A opção por não se depilar tem motivações variadas que vão desde o enfrentamento social em relação à opressão ao corpo que foge ao padrão de beleza, passam pelo processo de aceitação da própria imagem e, por mais que algumas pessoas possam ter dificuldade em acreditar, é também uma questão de gosto.


O conhecido documentário 'My Body, My Hair' (Meu Corpo, Meu Pelo) mostra que nem sempre é fácil confrontar padrões de beleza. Se você ainda não conhece, pode ser uma oportunidade para se aprofundar nesse universo. Assista:



offbeathome.com/Reprodução Internet
Roxie Hunt (foto: offbeathome.com/Reprodução Internet)


Tumblr user fuckyeah_dyedhair
(foto: Tumblr user fuckyeah_dyedhair)



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA