Como diferenciar os sintomas da má digestão?

Primeiros sintomas da má digestão costumam ser bem parecidos, embora o tratamento seja distinto

por Estado de Minas 21/11/2014 15:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
SXC.hu
Apesar de os sintomas da má digestão serem parecidos, o tratamento é distinto porque depende do órgão envolvido (foto: SXC.hu)
Boca amarga, gases, náusea, dores abdominais, barriga inchada, diarreia. De onde vêm os sinais: fígado, estômago ou intestino? Os primeiros sintomas da má digestão costumam ser bem parecidos, embora o tratamento seja distinto, dependendo do órgão envolvido. A seguir, a nutricionista especialista em fitoterapia Vanderlí Marchiori, consultora da Takeda, explica o funcionamento do fígado, estômago e intestino e ensina a identificar um problema digestivo.

Funções
Fígado: É um dos órgãos mais importantes, porque tem a função de metabolizar e armazenar os nutrientes que precisam ser absorvidos na próxima etapa da digestão.
Estômago: Responsável pela quebra química de nutrientes. O órgão separa o que não foi mastigado e prepara o bolo alimentar para ser absorvido pelo intestino.
Intestino: Absorve nutrientes necessários que estão presentes no bolo alimentar.

Sintomas
Fígado: dor abdominal do lado direito, barriga inchada e cor amarelada na pele e nos olhos, boca amarga, má digestão, gases superiores (como arrotos), náusea e vômitos.
Estômago: Enjoo, má digestão, dores abdominais e arrotos com refluxo.
Intestino: Enjoo, fortes dores abdominais, prisão de ventre com distensão ou diarreia.

Causas
Fígado: Má alimentação e consumo inadequado de bebidas alcoólicas e medicamentos.
Estômago: Alimentação e mastigação inadequadas, excesso de refrigerante etc.
Intestino: Alterações fisiológicas ou falta de fibras e água na alimentação.

O que fazer

Fígado: Evitar o consumo de gorduras, bebidas alcoólicas e alimentos industrializados. Optar por caldos e sopas, verduras, frutas e legumes cozidos. Muito descanso.
Estômago: Evitar o consumo de refrigerantes, bebidas alcoólicas, doces e alimentos ácidos. Comer a cada três horas e mastigar muito bem e devagar.
Intestino: Prática de exercícios físicos, consumo de verduras, frutas cruas e com cascas, farelo de aveia ou de trigo. Tomar muita água. Evitar frituras e gorduras.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA