Estudo alerta para aumento de casos de câncer de cólon entre jovens

Crescimento projetado nos jovens se baseou em alimentação pouco sadia e em outros fatores relacionados com o estilo de vida

por AFP - Agence France-Presse 06/11/2014 10:36

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Os casos de câncer de cólon em pessoas de até 34 anos podem quase dobrar nos próximos 15 anos, trazendo novas preocupações sobre as formas de combater um dos tipos de câncer mais comuns e mortais, afirmaram cientistas nesta quarta-feira (5/11).

O aumento na incidência entre a população mais jovem, atribuída ao estilo de vida, contraria o declínio de longo prazo nos casos de câncer de cólon em pacientes com mais de 50. O declínio se deveu, amplamente, a exames mais estritos e à realização regular de colonoscopias.

O crescimento projetado nos jovens se baseou em alimentação pouco sadia e em outros fatores relacionados com o estilo de vida, destacou a revista Surgery, da Associação Médica Americana.

Até 2030, mais de um em cada dez cânceres de cólon e quase um em quatro cânceres de reto serão diagnosticados em pacientes com menos de 50 anos, destacou o estudo, realizado por cientistas da Universidade do Texas. O aumento projetado se baseou em fatores como obesidade, sedentarismo e na adoção da dieta ocidental, que poderia aumentar os riscos "exponencialmente", destacou.

"Estaremos observando o impacto real em potencial do câncer colo-retal entre pessoas jovens se nenhuma mudança for feita na educação pública e nos esforços de prevenção", afirmou o principal pesquisador, George Chang.

Quase 137.000 pessoas serão diagnosticadas com câncer de cólon nos Estados Unidos até o final deste ano e mais de 50.000 morrerão da doença, segundo estatísticas publicadas no artigo. O câncer de cólon é o terceiro tipo mais comum de câncer entre homens e mulheres e é a terceira principal causa de morte por câncer.

O estudo se baseou em um registro que incluiu mais de 393.000 pacientes com cânceres de cólon confirmados entre 1975 e 2010.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA