China reforça presença de especialistas em Serra Leoa para enfrentar ebola

Equipe mobilizará um laboratório móvel no país africano para reforçar a detecção do vírus do ebola

por AFP - Agence France-Presse 16/09/2014 10:53

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
A China anunciou nesta terça-feira o envio de outros 59 especialistas para lutar contra o Ebola em Serra Leoa, aumentando a 174 os membros da área médica chineses presente neste país. "A nova equipe se unirá aos outros 115 já presentes em terra", declarou a diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan.

Entre estes especialistas do Centro de Controle de Doenças chinês figuram epidemiologistas, especialistas em laboratórios, médicos e enfermeiros, segundo a OMS. A equipe mobilizará um laboratório móvel em Serra Leoa para reforçar a detecção do vírus do Ebola.

Por sua vez, a Federação Internacional de Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho anunciou a abertura de seu primeiro centro de tratamento contra a doença em Serra Leoa, em Kenema (leste).

A epidemia do Ebola na África ocidental já matou mais de 2.400 pessoas, segundo o balanço da OMS de sexta-feira. Afeta principalmente Libéria (1.137 mortos), Guiné (557 mortos) e Serra Leoa (524 mortos). Até o momento não existe nenhum medicamento ou vacina homologados contra o Ebola.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA