Por um sorriso mais bonito: tire dúvidas sobre o clareamento dental

Antes de se submeter ao clareamento é necessário que o paciente passe por uma análise com um profissional e faça um exame completo da boca

por Estado de Minas 11/08/2014 13:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Arte: Lelis / EM / DA Press
(foto: Arte: Lelis / EM / DA Press)
O clareamento dental é uma das alternativas de tratamento odontológico mais procuradas por quem está insatisfeito com a coloração dos dentes. A técnica contribui para que os pacientes voltem a ter um sorriso branco e saudável, melhorando assim a estética e a autoestima.

O diretor clínico da Ortodontic Center, Edmilson Pelarigo Antônio, lembra, no entanto, que antes de se submeter ao clareamento é necessário que o paciente passe por uma análise com um profissional e faça um exame completo da boca para observar se há algum problema que impeça o tratamento, como cáries e gengivites. A seguir, o especialista esclarece as principais dúvidas dos pacientes.

» Como funciona o clareamento?
O gel formulado com peróxido de hidrogênio ou carbamida, em diferentes concentrações, libera oxigênio, que penetra por meio do esmalte dos dentes e reage quimicamente com as moléculas dos pigmentos, transformando-as em
moléculas menores para serem removidas. Tanto o esmalte quanto a dentina permanecem intactos. Portanto, não há enfraquecimento dos dentes.

» É indicado fazer o tratamento no consultório ou em casa?
O clareamento dental pode ser feito no consultório, com gel de maior concentração e efeito mais rápido, ou em casa, seguindo a orientação de um profissional, com de gel 5% a 20% e moldeiras de silicone. A associação das técnicas é amplamente utilizada com duas a quatro sessões no consultório e a continuação do tratamento em casa, todas as noites, de 15 a 30 dias, dependendo da resposta do paciente.

» Por que os dentes ficam sensíveis?
A sensibilidade muitas vezes apresentada pelo paciente é justificada pela presença de trincas nas superfícies e exposição da raiz, e não por desgaste dos dentes provocado pelo gel. Alguns alimentos ácidos, como frutas cítricas, causam ainda mais sensibilidade.

» Existe alguma restrição durante o tratamento?
Não é recomendado ingerir pigmentos que causam manchas e alteram a cor dos dentes, incluindo café, chá, chimarrão, vinho tinto, refrigerante, molhos vermelhos, chocolate e alimentos ricos em corantes. O cigarro também deve ser evitado. Quanto maior o controle, maior a durabilidade do tratamento.

» O tratamento pode causar câncer?
Entre as maiores dúvidas e medos está a afirmação de que os peróxidos potencializam o surgimento de tumores. Na quantidade usada na área odontológica (abaixo de 35%) não há nenhum risco, apenas em concentrações superiores a 50%. Mesmo assim, seria necessário haver contato com tecidos moles ou mucosas, o que realmente não ocorre segundo as recomendações técnicas.

» Existe alguma contraindicação?
O clareamento é contraindicado para mulheres grávidas e lactantes. Não há relato de que o tratamento pode causar problema para o bebê, porém recomenda-se iniciá-lo com segurança.
O método também não é indicado para quem sofre de retrações gengivais, o que causa muita sensibilidade.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA