Mães, não se descuidem do corpo

É importante prevenir dores musculares, cãibras, má circulação e má postura. Fazer alongamentos, por exemplo, é uma das maneiras de lidar, sem dores e desconfortos, com as tarefas relacionadas ao bebê e à casa

por Estado de Minas 31/07/2014 14:15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
O corpo se transforma durante a gravidez, e logo depois do parto é preciso encarar mais mudanças. O fisioterapeuta e coordenador da Central da Fisioterapia, em São Paulo, Rodrigo Peres, alerta que as mulheres devem se preparar para essas alterações, que ocorrem em apenas seis semanas e podem ocasionar insegurança e cansaço.

É importante prevenir dores musculares, cãibras, má circulação e má postura. Fazer alongamentos, por exemplo, é uma das maneiras de lidar, sem dores e desconfortos, com as tarefas relacionadas ao bebê e à casa, como carregar o recém-nascido no colo, amamentar e trocar a fralda. Confira outras dicas do fisioterapeuta para evitar lesões musculares pós-parto.

sxc.hu
(foto: sxc.hu)
1)
Alongue os ombros antes e depois da amamentação. Relaxe-os e solte-os lentamente ,combinando com a respiração. Faça três repetições a cada vez.

2) Empurre a cabeça para baixo com a ajuda das mãos, mantendo o pescoço flexionado por 10 segundos. Repita duas vezes sempre que achar necessário.

3) Incline a cervical para o lado direito e depois para o esquerdo. Faça duas repetições para cada lado.

4) Permaneça sentada durante a amamentação, mantendo os pés apoiados no chão e os braços em uma almofada de amamentação ou travesseiro. A coluna deve ficar junto do encosto da poltrona ou cadeira.

5) Descanse enquanto o bebê dorme para evitar o estresse.

6) Enquanto amamenta, faça movimentos circulares com as pernas para ativar o sistema linfático.

7) Sente-se na hora de trocar a fralda ou mantenha a criança em algum lugar que esteja na altura da sua cintura.

8) Alimente-se de três em três horas. O hábito beneficiará a sua saúde e a do bebê.

9)Assim que estiver liberada pelo médico, retome os exercícios físicos. Tome a iniciativa de procurar uma atividade prazerosa caso nunca tenha se exercitado.

10) A fisioterapia ajuda a trabalhar a musculatura do assoalho pélvico, estrutura que sustenta os órgãos reprodutores, bexiga e reto. Ela deve estar fortalecida para evitar disfunções urinárias ou mesmo sexuais.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA