Estudo diz que tuberculose infantil é um problema subestimado pela OMS

Cerca de 53 milhões de crianças vivem com uma forma latente da infecção, suscetível de evoluir a qualquer momento para uma tuberculose ativa

por AFP 10/07/2014 09:32

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Mais de 650.000 crianças desenvolvem tuberculose anualmente nos 22 países mais afetados pela doença, entre eles o Brasil, uma estimativa 25% superior à da Organização Mundial da Saúde (OMS), segundo um estudo.

Além disso, 53 milhões de crianças vivem com uma forma latente da infecção, suscetível de evoluir a qualquer momento para uma tuberculose ativa, acrescentam os autores do estudo publicado na revista britânica especializada em medicina The Lancet.

Em seu relatório de 2013, a OMS estimou em 530.000 os casos de tuberculose detectados em crianças menores de 15 anos em 2012.

Mas a estimativa depende dos casos apontados pelos pediatras, um método criticado por muitos especialistas, em particular porque sua confiabilidade varia consideravelmente de um país para outro.

Os 22 países apontados no estudo são Brasil, Afeganistão, África do Sul, Bangladesh, Camboja, China, Congo, Etiópia, Índia, Indonésia, Quênia, Moçambique, Mianmar, Nigéria, Paquistão, Filipinas, Rússia, Tailândia, Uganda, Tanzânia, Vietnã e Zimbábue.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA