Pesquisa e infraestrutura de ponta atestam diferencial do complexo hospitalar Biocor

Instituto contribui para a posição do Brasil como o segundo maior produtor de tecnologia médica entre os países emergentes

07/07/2014 05:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Siemens/Divulgação
Estrutura e modernos equipamentos viabilizam a realização de todas as modalidades de diagnóstico por imagem (foto: Siemens/Divulgação)
Com atuação pioneira em pesquisas científicas, o Biocor Instituto contribui para a posição do Brasil como o segundo maior produtor de tecnologia médica entre os países emergentes – dado apontado pela Organização Mundial da Saúde. Esse legado teve como líder o cirurgião cardiovascular Mario Vrandecic, fundador do Biocor Instituto e responsável por 16 patentes aprovadas pelo órgão norte-americano Food and Drug Administration (FDA). Entre essas, a bioprótese cardíaca porcina, único substituto valvar implantável fabricado no Brasil que é utilizado nos Estados Unidos, além de diversos outros países em todo o mundo.

Pioneirismo
Desenvolvidos a partir da década de 1970, os substitutos cardiovasculares de tecido biológico, até aquele momento em falta no país, passaram a ser fabricados em condições de competir com os similares importados. Os produtos beneficiam milhares de pessoas e garantem a projeção internacional ao Brasil junto aos centros de referência dos Estados Unidos e da Europa. “É sempre importante associar o nome do país a uma área tão especializada e restrita, como a inovação científica e o desenvolvimento de produtos pioneiros como os substitutos valvares”, destaca o cirurgião cardiovascular.

Moderna infraestrutura
Além do acompanhamento de estudos inovadores em saúde, o Biocor Instituto preserva-se fiel ao compromisso de contínua atualização tecnológica, especialmente em sua infraestrutura. O investimento contínuo permite à instituição manter, desde a sua fundação, índices assistenciais comparados aos melhores hospitais de referência dos Estados Unidos e da Europa.

Sua estrutura e modernos equipamentos viabilizam, por exemplo, a realização de todas as modalidades de diagnóstico por imagem: raio x, ressonância magnética, mamografia digital, ultrassonografia e tomografia computadorizada. Esta última conta com um avançado equipamento, que permite exames com maior agilidade e alta resolução de imagem. Outro diferencial é o Centro de Medicina Nuclear que, com a recente aquisição de uma gama-câmara tomográfica, equipamento com grande versatilidade, realiza cintilografias e outros exames de ponta, sendo considerado um dos serviços mais completos do país.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA