Jérôme Valcke diz que Suarez precisa de 'tratamento' para não repetir ato

Número 2 da Fifa afirmou em coletiva que mordida do atacante é inaceitável e que a questão está acima do 'fair play'

por AFP 27/06/2014 12:03

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, considerou nesta sexta-feira que o uruguaio Suárez deve "procurar tratamento" para não morder outro adversário, o que lhe valeu uma suspensão de nove partidas e quatro meses de proibição de atividades relacionada com o futebol. "Uma mensagem pessoal para Luis Suárez? É difícil dizer qualquer coisa sem ser criticado, mas ele deve encontrar uma maneira de parar, ele deve seguir um tratamento para não repetir, o que ele fez. É definitivamente ruim", afirmou o número 2 da Fifa à imprensa no Rio de Janeiro.

 

Leia: A mordida de Luis Suárez tem explicação? Especialista avalia comportamento do uruguaio

 

"Quando você é jogador de uma das 32 seleções da Copa você deve mostrar o melhor do melhor. O que ele fez é inaceitável, está acima de uma questão de fair-play, não é a primeira vez que ele faz; uma vez é um incidente, mais de uma vez não é um incidente", acrescentou Valcke. Luis Suarez, que mordeu o italiano Giorgio Chiellini no ombro na terça-feira durante a partida vencida pelo Uruguai por 1 a 0, precisou deixar a seleção e voltar a seu país após a suspensão.

Seu caso ganhou contornos de uma questão de Estado no Uruguai, país onde o futebol é uma paixão, com a intervenção do presidente José Mujica e da ministra dos Esportes Liliam Kechichian em favor do "Pistolero", cujo comportamento provocou a indignação no mundo inteiro.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA