Fique de olho nas lentes de contato

Ar-condicionado, água do mar, piscina e filtro solar são os grandes vilões das lentes no verão

09/03/2014 11:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
O cuidado com as lentes de contato deve ser redobrado no verão. O oftalmologista do Instituto Penido Burnier, em Campinas (SP), Leôncio Queiroz Neto, revela que nessa época do ano dobra o número de contaminações por mau uso delas. Segundo o médico, o problema maior é a proliferação de bactérias que levam à contaminação não só das lentes como dos estojos. Ar-condicionado, água do mar, piscina e filtro solar são os grandes vilões. Lembre-se de que vermelhidão nos olhos, sensibilidade à luz e visão borrada são os principais sinais de que algo está errado. Insistir no uso das lentes de contato, mesmo sentindo desconforto, pode provocar úlcera na córnea e até cegar, alerta o especialista. Veja a seguir quais são as recomendações para diminuir o risco de contaminação.

» Lavar cuidadosamente as mãos antes de manipular as lentes.
» Utilizar soluções higienizadoras tanto na limpeza quanto no enxágue das lentes e estojo. Água de torneira ou sobra de soro fisiológico (produto sem conservantes) podem contaminar os olhos.
» Friccionar as lentes para eliminar completamente os depósitos de sujeira.
» Colocar as lentes de contato sempre antes de começar a fazer a maquiagem e retirá-las antes de limpar o rosto. O mesmo vale para spray de cabelo.
» Guardar o estojo em ambiente seco e limpo, lembrando de trocá-lo a cada quatro meses.
» Respeitar o prazo de validade das lentes.
» Jamais dormir com lentes, mesmo as liberadas para uso noturno. A produção lacrimal diminui durante a noite e a falta de oxigênio aumenta em até 20 vezes o risco de deformação da córnea.
» Retirar as lentes durante viagens aéreas que vão durar mais de três horas.
» Não entrar no mar ou piscina usando lentes. O contato dos olhos com água contaminada por bactérias, cloro e até filtro solar pode causar, por exemplo, infecção na córnea ou conjuntivite tóxica.
» Pessoas que permanecem em ambientes com ar-condicionado podem usar as lentes esclerais,
que liberam quem tem olho seco de usar colírio lubrificante. Elas cobrem a córnea e a esclera (parte branca do olho), minimizando a evaporação da lágrima.
» Interromper o uso a qualquer desconforto ocular e procurar o oftalmologista imediatamente.

VÍDEOS RECOMENDADOS