Vacinação gratuita contra o HPV tem início na próxima semana

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, o objetivo é que cerca de 80% das adolescentes sejam imunizadas

por Estado de Minas 07/03/2014 11:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pedro Cisalpino
(foto: Pedro Cisalpino )
A partir da próxima segunda-feira (10), adolescentes de 11 a 13 anos poderão se vacinar, gratuitamente, contra o vírus do HPV (papiloma vírus humano), principal agente causador do câncer de colo de útero em mulheres. A doença é a segunda principal causa de morte por neoplasias no país. As doses serão oferecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e estarão disponíveis em escolas públicas e privadas, além das unidades básicas de saúde.

Segundo a a coordenadora de imunização da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Tânia Brant, a vacinação terá como meta prevenir o câncer de colo de útero em cerca de 80% das adolescentes.

A vacina previne contra quatro tipos de HPV (6, 11, 16 e 18), sendo que dois deles respondem por 70% dos casos de câncer de colo de útero. Dados do Ministério da Saúde demonstram que este é o segundo tipo de câncer mais frequente em mulheres, atrás apenas do câncer de mama.

Apesar da alta incidência, se diagnosticada precocemente, a doença possui forte potencial de prevenção e cura.

Como funcionará a campanha

Em 2014, a vacinação contra o HPV é direcionada às garotas nascidas entre 01/01/2000 e 31/12/2003 e, no ano seguinte, a vacina será ofertada também para meninas de 9 e 10 anos. A primeira fase da campanha de vacinação será concentrada principalmente nas escolas públicas e privadas, onde se concentra o público da imunização. A vacina deve ser aplicada com autorização dos pais ou responsáveis. Os pais que não quiserem que suas filhas sejam vacinadas nas unidades escolares deverão assinar um Termo de Recusa e poderão levá-las aos postos de saúde mais próximo para realizarem a vacinação.

O Ministério da Saúde definiu que as meninas de 11 a 13 anos deverão receber três doses da vacina para estarem imunizadas contra o HPV. Após a primeira dose, a segunda deverá ocorrer em seis meses e, a terceira, 60 meses (cinco anos) depois da primeira dose. “É importante lembrar que a vacina possui eficácia comprovada para mulheres que ainda não iniciaram a vida sexual e, por isso, não tiveram nenhum contato com o vírus. Entretanto, a campanha é uma medida preventiva, não substituiu a realização de exames periódicos e o uso de preservativo nas relações”, ressalta Tânia Brant.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA