Veja dicas para manter a atividade cerebral em forma

Com atitudes simples é possível minimizar o declínio cognitivo e o risco de perda de memória relacionada à idade

por Estado de Minas 08/01/2014 15:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
EM/D.A Press
Alguns estudos mostram que a atividade social regular promove o crescimento de novas células e a reparação do cérebro (foto: EM/D.A Press)
Quando se fala em estar em forma, vêm logo à mente exercícios para definir músculos, ter barriga sarada e pouca gordura. Mas e o cérebro? O órgão tem papel central em nosso organismo e para garantir seu bom desempenho é preciso que ele também esteja em forma. Pesquisas recentes indicam que o estilo de vida influencia a atividade cerebral. De acordo com o neurologista Paulo Henrique Bertolucci, diretor do Núcleo de Envelhecimento Cerebral da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), com atitudes simples conseguimos minimizar o declínio cognitivo e o risco de perda de memória relacionada à idade.

Alimente o seu cérebro
  • Evite as gorduras saturadas e principalmente as trans. Gorduras saudáveis são encontradas no azeite de oliva e em peixes marinhos.
  •  Aumente a ingestão de DHA, lipídio da série ômega-3, importante para proteger o cérebro contra o declínio cognitivo. O nutriente está presente em peixes como salmão, sardinha, cavala e truta.
  • Consuma diariamente frutas vermelhas e roxas, pois elas contêm polifenóis, poderosos antioxidantes e anti-inflamatórios que eliminam radicais livres, protegendo o cérebro.

Seja fisicamente ativo e saudável
  • A prática de exercícios proporciona um corpo equilibrado com bom fluxo de sangue em todo o organismo e estimula o crescimento de novas células e conexões cerebrais.

Permaneça mentalmente ativo
  • Leitura, jogos como sudoku, palavras cruzadas, xadrez e estudo de novas línguas são maneiras fáceis de exercitar a mente e devem ser realizadas regularmente.
  • A meditação ajuda a reduzir o estresse, acalma e age na região do cérebro que controla a inflamação e a resposta imunológica do organismo.
  • Estabeleça metas de aprendizados diários, como uma nova palavra, um fato ou conteúdo diferente.

Mantenha-se engajado em seu ciclo social
  • Cultivar as relações familiares e de amizade fortalece laços, gerando felicidade, fator que favorece a saúde cerebral.
  • Alguns estudos mostram que a atividade social regular promove o crescimento de novas células e a reparação do cérebro.
  • Pessoas com maior interação tendem a ter menos perda de memória do que as menos sociáveis. Clubes e atividades espirituais ajudam a criar novos círculos de amizades.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA