Desafios para 2014 são grandes e estudiosos dizem que é preciso saber enfrentá-los

Novo ano é marcado pela expansão do conhecimento, da consciência, do senso de justiça e de avanços na medicina e na ciência. Está relacionado à alegria e ao otimismo, e por uma busca maior pelo autoconhecimento e a paz interior

por Luciane Evans 06/01/2014 09:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Apichart Weerawong/AP
O que se encontra insatisfatório nas relações afetivas e nos acordos comerciais (entre sócios, com os clientes, funcionários ou fornecedores) pedirá ajustes urgentes (foto: Apichart Weerawong/AP)
Sem perder a fé e a esperança jamais. Essa é a lição que 2014 traz consigo e pede passos cada vez mais conscientes, sem exageros ou ilusões. Regido por Júpiter, o novo ano, mais desafiador do que aquele que passou, é marcado pela expansão do conhecimento, da consciência, do senso de justiça e de avanços na medicina e na ciência. Está relacionado à alegria e ao otimismo, e por uma busca maior pelo autoconhecimento e a paz interior. É também um momento de cautela, pois será um ano em que aquilo que foi construído sem forte base estrutural tende a desmoronar, como negócios e relacionamentos. E, apesar de a Copa do Mundo ser no Brasil, não está certo que a taça será nossa. Pelo menos, é o que preveem a numerologia, astrologia e também o tarô.

A palavra que chega com este novo ano, diante das previsões, é cautela. Isso porque, segundo os estudiosos, 2014 trará desafios e é preciso saber lidar com eles. “Se você sabe que o ano será mais complicado, tente não fazer dívidas e fique em alerta. A astrologia serve para isso, para nos deixar atentos e capazes de administrar e até evitar as crises”, avisa a astróloga Dulce Campolina. A pedido do Bem Viver, a profissional fez suas previsões. “É um ano regido pelo planeta Júpiter, chamado na astrologia de ‘o grande benéfico’. Ele nos leva ao impulso de querer ir além e acreditar nos nossos insights, sempre movidos pela fé, em busca do ‘religare’, que é a ligação com algo maior do que nós. No aspecto negativo predispõe ao exagero, gastos excessivos e falta de limite”, diz.

Júpiter, segundo Dulce, é maior que todos os planetas juntos. “É como um grande balão de gás no espaço. Então, apesar de enorme, é formado de gases. Por isso, a simbologia pode ser a da ilusão e a lição é para não exagerarmos no otimismo”, avisa, reconhecendo que 2014 não será um ano fácil. Em 2012, Dulce previu, em entrevista ao Bem Viver, que haveria uma limpeza política no Brasil em 2013, e os políticos que não cumpriam com suas obrigações seriam punidos como nunca se viu. “Em 2014, a limpeza continuará. Tudo, ou quase tudo, virá à tona.” As manifestações, segundo ela, vão continuar. “Pode haver violência. Pode ser preciso o uso das Forças Armadas para a ordem e a segurança pública.”

Será no segundo semestre que as coisas vão começar a arrefecer. “Haverá mudanças bruscas e crescimento por meio de revoluções e destruições, obrigando as pessoas a encarar seus medos e iniciar um processo de transformação interior e exterior. Nestes primeiros meses, podemos esperar cisões políticas, atos de violência contra a polícia e movimento de tropas na rua. Acidentes com petróleo podem ocorrer. A bolsa de valores sofrerá quedas bruscas e dificuldades econômicas causadas por dívidas e inflação. Empresas que não tiverem uma estrutura sólida tendem a falir. A aquisição de bens imobiliários será uma boa forma de proteger o capital. Para que esses aspectos não nos peguem desprevenidos toda a cautela é pouca. Para os cautelosos o ano poderá ser de viagens e conquistas materiais.”

EM/D.A Press
Astróloga Dulce Campolina: "Se você sabe que o ano será mais complicado, tente não fazer dívidas e fique em alerta" (foto: EM/D.A Press)
A numeróloga Aparecida Liberato diz que o ano de 2014 tem como palavra-chave o despertar. A Terra chega ao ano 7 e, por isso, segundo ela, é necessário diminuir o ritmo para poder refletir sobre o que estamos fazendo com o mundo e com o universo interior de cada um. “Viveremos situações desafiadoras que vão nos obrigar a tomar medidas urgentes visando conter a degradação do planeta”, afirma, apontando que eventos da natureza trarão destruição, crises políticas vão provocar mudanças importantes em lideranças. “Distúrbios urbanos se intensificam em todo o mundo, mais violência e grandes acidentes são alguns dos fatos negativos.”

Mas, por outro lado, conforme a numeróloga, teremos avanços nas pesquisas e as descobertas científicas na área da saúde, como a cura de doenças, na área da tecnologia, no conhecimento e desbravamento do espaço, com viagens espaciais. “O avanço científico vai gerar soluções para muitas das dificuldades que até então comprometiam o progresso social e a sustentabilidade do planeta. O ano 7 influencia também a cada um de nós, em seu mundo interior. Vamos à busca de respostas sobre a nossa existência espiritual.”

RELAÇÕES AFETIVAS

Na previsão do astrólogo, sociólogo, numerólogo e tarólogo Yubertson Miranda, o que se encontra insatisfatório nas relações afetivas e nos acordos comerciais (entre sócios, com os clientes, funcionários ou fornecedores) pedirá ajustes urgentes. “As pendências terão uma excelente oportunidade para ser resolvidas. O momento enaltecerá a importância do diálogo conciliador e de se estabelecer alianças justas e mutuamente satisfatórias.” Ele destaca que, por esse sentido, a dúvida entre melhorar a relação ou terminá-la poderá ser bastante notada na vida de cada um de nós, com probabilidades maiores de fim de noivados, casamentos e contratos.

“Já durante todo o segundo semestre de 2014, o clima de otimismo será maior. Haverá melhores condições para viver a vida com mais alegria, autoconfiança e generosidade. Buscaremos mais prazer e diversão. E, para quem quer engravidar ou ter mais filhos, valerá a pena aproveitar a oportunidade.” Ele diz ainda que o público infantil terá um espaço maior na sociedade e pede cautela com o excesso de egocentrismo. “Haverá a inclinação em ficarmos ofendidos quando formos criticados ou não recebermos tanta atenção quanto gostaríamos. Isso existirá com maior intensidade nos seis meses finais de 2014”, avisa.

A COR DO ANO DE 2014
A cor de 2014 é lilás. Segundo a numeróloga Aparecida Liberato, a cor traz uma atmosfera de tranquilidade, permitindo assim a reflexão. É usada em ambientes de oração, meditação ou qualquer um em que seja necessária a sensibilidade e a elevação espiritual. É uma cor purificadora do corpo e da mente. Renova a energia e abre para o melhor. A cor lilás pede atitude serena e respeitosa. Aumenta a intuição. Pode-se usar a cor lilás em casas, lugares públicos, locais de trabalho ou então em roupas e acessórios. A energia da cor ajuda a pensar profundamente e transformar a si mesmo e o mundo.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA