Alcione lança novo DVD 'Boleros' em show em Belo Horizonte

Cantora se apresenta nesta quinta-feira, 29, no Palácio das Artes

por Estado de Minas 28/06/2017 08:30

 

Eliseu Fiuza/divulgação
Repertório do show reúne clássicos em espanhol e português (foto: Eliseu Fiuza/divulgação)

Dona de uma das vozes mais populares da música brasileira, Alcione volta à capital mineira para lançar o DVD Boleros. Amanhã, ela se apresenta no Palácio das Artes. O repertório reúne clássicos em espanhol e português – Gracias a la vida, de Violeta Parra, e Que queres tu de mim, de Jair Amorim e Evaldo Gouveia –, além de sucessos mais recentes como Besame, de Flávio Venturini e Murilo Antunes, e Desacostumei de carinho, de Fátima Guedes. Os hits da “Marrom” (Meu ébano e Estranha loucura) também não ficarão de fora.



O show é dividido em quatro blocos, que remetem às quatro estações do ano. Entre cada um deles, a cantora recita poemas de Elisa Lucinda. O projeto celebra os 45 anos de carreira da artista, de 69 anos, que lançou mais de 40 discos e nove DVDs.

Vinte quilos mais magra, ela ressalta a importância da saúde para seguir em frente. “Boa saúde é tudo, é essencial. Tomei um susto, mas, graças a Deus, estou muito bem. Emagreci seguindo dieta médica, cortando gorduras e açúcares, refrigerantes. Não fiz nenhuma cirurgia bariátrica, como muitos estão especulando. Tenho horror a cortes!”, explica Alcione. E avisa aos fãs: “Podem esperar um show repleto de músicas inesquecíveis, que estão no inconsciente coletivo. Elas embalaram – e embalam – muitos romances e histórias de amor até hoje”.

TRÊS PERGUNTAS PARA
Alcione
cantora


Você trouxe a turnê a BH em outubro do ano passado. Desta vez, o show será no Palácio das Artes. Qual é a sua expectativa para essa nova apresentação na cidade?
O espetáculo de lançamento do DVD Boleros é mais um sonho realizado, um momento marcante de minha trajetória. Sempre quis fazer um espetáculo e um DVD cantando o gênero musical que foi um dos estilos mais ouvidos em minha adolescência. Cresci ouvindo de tudo, e o bolero sempre foi muito especial pra mim. Aliás, a música romântica é uma das minhas predileções. Felizmente, meus fãs adoram me ver cantando esse tipo de música.

Hoje em dia, muitos artistas não se definem dentro um estilo, transitando entre diferentes propostas. Você se enxerga assim? Ou tem identificação maior com vertentes específicas?
Sou uma cantora popular. Gosto de samba, mas também de bolero, jazz e reggae. Não discrimino gêneros ou estilos. Gosto de boa música, de músicas que me emocionem e me arrepiem.

Hoje em dia, é muito forte a presença das mulheres em vários estilos – MPB, samba, funk, sertanejo. Entre as jovens cantoras, quais vão trilhar, como você, um caminho duradouro e relevante?
Destacaria Mart’nália, Mariene de Castro, Maria Gadú e a minha conterrânea Flávia Bittencourt.

ALCIONE

Lançamento do DVD Boleros. Quinta-feira (29/6), às 21h. Palácio das Artes, Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro, (31) 3236-7400. Inteira: R$ 180 (plateia 1), R$ 150 (plateia 2) e R$ 80 (plateia superior). Meia-entrada na forma da lei.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA