Namorado de George Michael nega ter dito que cantor se suicidou

Fadi Fawaz afirma que sua conta no Twitter foi hackeada e que as mensagens que afirmavam que o britânico se matou não foram escritas por ele. "Estou chocado", disse

por Ansa 02/01/2017 12:01

LEON NEAL/AFP
O cantor George Michael (foto: LEON NEAL/AFP)

O namorado do cantor britânico George Michael, que morreu na manhã de Natal (25) em sua casa em Oxfordshire, no norte da Inglaterra, fechou sua conta no Twitter e disse que as polêmicas mensagens que apareceram na sua rede social foram escritas por hackers. Em entrevista ao site "Mirror Online", Fadi Fawaz desmentiu ter escrito os tweets que falavam que a morte do ex-membro da dupla "Wham!" trata-se de um suicídio.

 

"Estou chocado com o que está acontecendo com o Twitter.  Minha conta no Twitter foi hackeada e fechada", disse Fawaz, que também afirmou que não tomará nenhuma atitude legal em relação ao suposto ataque dos hackers.

 

"É um pouco assustador para ser honesto. Eu não mandei aqueles tweets. Eu acordei às 11h30 com a notícia. E eu não vou me preocupar com essas coisas", afirmou o britânico. Neste domingo (1º), uma série de tweets foi publicada na conta de Fawaz na qual o namorado de Michael teria dito que seu parceiro teria se matado. "A única coisa que George queria era morrer. Ele tentou várias vezes se suicidar e finalmente conseguiu", afirmavam as mensagens.


A conta em que esses tweets foram publicados foi usada por Fawaz na semana passada para lamentar a morte do cantor. O britânico a usou para divulgar uma foto com um dedo do meio levantado e a legenda "Eu te odeio 2016, do fundo do meu coração".



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA