Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone anunciam DVD

Artistas reuniram a imprensa em São Paulo para falar do disco. Marrone apimentou o lançamento com críticas à nova geração de sertanejos

por Cecília Emiliana 09/11/2016 09:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Rafael Cusato/Brazil News
DVD 'Clássico' contará com 28 sucessos das duas duplas (foto: Rafael Cusato/Brazil News)

São Paulo - Projeto dos veteranos Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone, o DVD Clássico - anunciado nesta terça-feira (8) diante da imprensa nacional em peso - deixa um recado claro. O sertanejo de raiz não quer mais ficar apenas na base do gênero, servindo de referência para as flores caipiras da estação. Quer uma beirada do sol que, atualmente, brilha com tanta força para agroboys e agrogirls modernos.

E para isso vem com tudo - incluindo críticas à moçada que hoje domina as paradas de sucesso. Durante a coletiva de lançamento do trabalho - oficialmente marcado para esta sexta-feira (11), foi Marrone quem deixou escapar as mais polêmicas. Diante do questionamento direcionado ao quatrilho sobre a motivação para gravar um disco de clássicos num momento em que jovens artistas sertanejos estouram produzindo novidades com incrível velocidade, mandou, sem papas na língua:  “É tanta merda, que tem que gravar uma música atrás da outra!”

Desconcertados, os outros parceiros tentaram emendar o comentário polêmico. “Eu vou até consertar o que o Marrone falou. Não é que grava merda. A gente mesmo não sabe o que o povo quer ouvir. Essa busca incessante de achar um sucesso é uma loucura. Eles acabam lançando muita coisa”, amenizou Bruno.

"Acho que é a internet. O mundo está diferente, a velocidade está muito grande. Então eles estão nessa vibe de querer acompanhar. O nosso sistema é que é outro", pondera Xoxoró.

Rafael Cusato/Brazil News
Cantores fizeram críticas aos novos artistas da música sertaneja (foto: Rafael Cusato/Brazil News)
Com um arsenal de 28 clássicos das duas duplas - como Dormi na praça, Fio de cabelo, Galopeira e Evidências  - o DVD Clássico, sem dúvida, aposta com autoridade nesse “outro sistema”: render o público indo direto à sua memória afetiva, por meio de músicas que ele tem na ponta da língua.

A mão esperta do showbiz contratada para produzir o o disco, contudo, é a mesma por  trás de artistas como Michel Teló, Luan Santana e Gusttavo Lima, entre outros cowboys jovens: Dudu Borges.

Com o toque dele, o produto gravado em abril no Espaço das Américas, em São Paulo, resultou numa mistura interessante: é uma espécie de megaprodução nostálgica, porém arejada. Com arranjos modernos, evita que o público tenha a sensação de estar escutando um LP de 1982. Leva ainda uma dose bem colocada de ousadia, que se nota sobretudo quando Chitãozinho, segunda voz do irmão, aparece cantando sozinho.

Entrosados, os cantores contam que a ideia de tocar o projeto em conjunto surgiu ainda em 2013, após a apresentação das duplas na Festa do Peão de Barretos. “Nós fomos contratados para fazer, cada dupla, 2 shows. Pela nossa experiência com o programa Amigos, da rede Globo, em que cantávamos com Zezé di Camargo & Luciano e Leandro & Leonardo, já sabíamos que o público gosta muito mais desse formato conjunto. Fizemos os shows juntos e foi um sucesso. Depois resolvemos levar o projeto pra estrada”, explica Xororó.

"Complicado foi tirar música. São muitos sucessos e deu trabalho, mas acho que fomos felizes pois o resultado ficou muito bom. Vendo o DVD percebemos que a emoção que ele passa é a que sentimos no palco", completa Marrone.

Satisfeitos com o encontro, os sertanejos já planejam colher os frutos do produto lançado estrategicamente próximo ao Natal em 2017. "Temos muitos pedidos de shows e vamos continuar. Acaba que vamos ter mais shows os quatro juntos do que as duplas separadas. As pessoas gostaram tanto quanto cada um de nós. Hoje as festas precisam inovar, e esse projeto de nós quatro é o diferente, então tem funcionando muito", diz Xororó.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA